A FAA alertou que seu aumento na supervisão da United Airlines — após uma série de incidentes em voos este mês — pode significar que a companhia aérea problemática terá que colocar alguns de seus planos futuros em espera.

A FAA não especificou quais projetos podem ser adiados, mas a Bloomberg informou que a agência está considerando impedir que a United Airlines adicione novas rotas, restringindo o crescimento da companhia aérea.

Os problemas da United vêm em um momento de maiores preocupações de segurança em torno da Boeing, fabricante da maioria dos jatos da companhia aérea.

O acidente mais notável em um avião Boeing este ano ocorreu em 5 de janeiro, quando um avião Boeing 737 Max 9 da Alaska Airlines perdeu uma porta no meio do voo.

Este incidente, entre vários outros, levou muitos a se perguntar se ainda é seguro voar.

Em suma, especialistas em aviação dizem que voar é mais seguro do que a maioria das formas de viagem — e muito mais seguro do que os passeios de carro que a maioria das pessoas faz todos os dias sem pensar duas vezes.