A Casa Branca está considerando uma ação executiva que permitiria ao presidente Joe Biden fechar efetivamente a fronteira EUA-México para migrantes que atravessam ilegalmente.

É uma manobra que lembra a ampla repressão à imigração do ex-presidente Donald Trump e certamente convidará uma reação feroz entre os progressistas.

A Casa Branca não comentou sobre o assunto, e ainda não está claro como a proclamação, se executada, seria diferente do que foi promulgado durante o governo Trump.

Em janeiro, a Patrulha de Fronteira dos EUA relatou mais de 124.000 encontros ao longo da fronteira sul.

O crescente número de migrantes alimentou as tensões entre autoridades federais e estaduais que dizem que estão sobrecarregados por recursos já estendidos.