Nesta quarta-feira, 19 de junho, é comemorado o Dia Nacional do Cinema, que celebra diversos filmes brasileiros e a arte cinematográfica criada em território nacional como um todo. E, como forma de não deixar a data passar batida, a Netflix lançará diversos títulos brasileiros em seu catálogo. Entre eles, está o que é considerado um dos melhores filmes brasileiros já feitos: Central do Brasil.

Pois é, o longa-metragem nacional, que chegou até a figurar em categorias do Oscar, maior premiação cinematográfica do mundo, ficará disponível na Netflix nesta quarta-feira (19) e tem tudo para chamar bastante atenção dos espectadores, tanto daqueles que já assistiram o projeto quanto daqueles que ainda não o conhecem. Por isso, que tal relembrarmos um pouco a história, características e feitos de Central do Brasil? Vamos nessa!

Central do Brasil: trailer, trama e elenco do filme

Lançado oficialmente em 1998, Central do Brasil foi dirigido por Walter Salles e, até hoje, é um dos filmes mais aclamados do cinema brasileiro.

A história segue Dora, uma professora aposentada que escreve cartas para analfabetos na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro. Sua vida muda quando ela conhece Josué, um menino cuja mãe morreu em um acidente, e decide ajudá-lo a encontrar seu pai no interior do Brasil.

Eles embarcam em uma jornada pelo interior do Brasil, enfrentando diversas dificuldades e conhecendo uma série de personagens que refletem a diversidade e as complexidades sociais do país. Durante a viagem, Dora e Josué desenvolvem uma relação de afeto e cumplicidade, e Dora começa a rever seus valores e atitudes.

O elenco principal de Central do Brasil conta com Fernanda Montenegro na pele de Dora e Vinícius de Oliveira interpretando o garoto Josué. Ao lado deles, estão nomes como Marília Pêra, Soia Lira, Othon Bastos, Otávio Augusto, Stela Freitas, Matheus Nachtergaele, Caio Junqueira, entre outros.

Central do Brasil: filme brasileiro esteve no Oscar

Central do Brasil fez tanto sucesso que ganhou vários prêmios, incluindo o Urso de Ouro no Festival de Berlim e o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro. E isso também credenciou o longa-metragem brasileiro para ir ao Oscar de 1999, evento no qual a obra disputou a estatueta dourada em duas categorias.

Na ocasião, a atriz Fernanda Montenegro concorreu na categoria de Melhor Atriz, uma das mais prestigiadas da noite. Contudo, mesmo sendo uma das favoritas, a artista acabou sendo derrotada e saiu de mãos vazias. Além disso, no mesmo ano, Central do Brasil também foi indicado para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro, mas também perdeu.



Source link