Autoridades de emergência em Manawa, Wisconsin, estavam resgatando pessoas presas em estradas inundadas na sexta-feira, depois que um rio que transbordava devido a chuvas torrenciais derramou sobre uma barragem local.

O rio Little Wolf começou a dominar a barragem de Manawa por volta das 12h30, horário local, depois que a área próxima à barragem recebeu mais de 12 centímetros de chuva em cerca de quatro horas na manhã de sexta-feira, disse Kurt Kotenberg, meteorologista do Serviço Meteorológico Nacional em Green. Baía, Wisconsin.

Autoridades de emergência estavam resgatando motoristas que ficaram presos enquanto tentavam fugir, disse Kotenberg. “As pessoas estavam em carros em estradas que foram inundadas”, disse ele. Alguns foram resgatados “de pé no capô dos carros”, acrescentou.

Na tarde de sexta-feira, Kotenberg disse que não houve relatos de mortes ou feridos nas enchentes.

As fortes chuvas no Centro-Oeste nas últimas semanas chamaram a atenção para a vulnerabilidade das barragens na região. A represa Rapidan, no sul de Minnesota esteve perto de fracassar no mês passado.

A represa de Manawa fica perto do lado norte da cidade de Wisconsin, na beira do lago Manawa Mill. A cidade, que abriga cerca de 1.400 pessoas, fica a cerca de 80 quilômetros a oeste de Green Bay. Kotenberg disse que levará algum tempo para determinar se a barragem rompeu.

Num comunicado, o Serviço Meteorológico instou os residentes de Manawa a procurarem locais mais elevados, se possível. Kotenberg esclareceu que os residentes deveriam tentar fazê-lo enquanto se abrigavam no local e não tentar fugir por estradas inundadas.

Em um mensagem postada no Facebooko Gabinete do Xerife do Condado de Waupaca disse que a equipe de resgate estava “trabalhando diligentemente” para ajudar pessoas vulneráveis ​​em Manawa e instou os residentes a evitarem entrar na cidade.

Noutra mensagem, as autoridades instaram os residentes da área afectada a ferver a água da torneira antes de a beber, dizendo que “o público deve assumir que a água não é segura para beber devido aos contaminantes”.