O Vaticano disse na terça-feira que o Papa Francisco “estende as suas desculpas” após relatos de que ele usou uma gíria ofensiva referindo-se a homens gays no que deveria ser uma reunião a portas fechadas com 250 bispos italianos na semana passada.

Esta é uma história em desenvolvimento. Volte para atualizações.