Já parou para pensar no que acontece com a sua biblioteca de jogos digitais quando você morre? Bom, esse foi um dos temas mais debatidos recentemente em alguns fóruns da internet — e a resposta para o questionamento pode não ser o que muitos esperavam.

Claro, vale lembrar que há diversas plataformas de jogos disponíveis atualmente, mas a discussão foi direcionada especificamente para as de PC — como Steam e GOG. Quem deu início aos questionamentos no ResetEra foi o usuário “delete12345”, que perguntou para a Valve o que acontecerá com os games da sua conta quando morrer.

Bom, aparentemente, eles vão junto com você para a cova. “Infelizmente, as contas e jogos Steam são intransferíveis”, disse o suporte da Steam. “O Suporte Steam não pode fornecer acesso à conta a outra pessoa ou mesclar seu conteúdo com outra conta. Lamento informar que sua conta Steam não pode ser transferida por testamento”.

Mensagem do suporte da Steam confirmando ao usuário "delete12345" que não é possível transferir os jogos da sua conta para outra, mesmo depois de morto.Mensagem do suporte da Steam confirmando ao usuário “delete12345” que não é possível transferir os jogos da sua conta para outra, mesmo depois de morto.Fonte:  ResetEra 

Em outra ocasião, outro usuário questionou a Steam no próprio fórum da plataforma, mas só foi respondido com: “sua conta é sua e somente sua. Agora você pode compartilhá-la com membros da família, mas não pode entregá-la”.

Não é possível nem usar o Família Steam para salvar sua biblioteca de jogos

Vale ressaltar que em março a Valve lançou o Família Steam, um recurso que permite o compartilhamento de bibliotecas de jogos entre você e mais cinco pessoas da família, dando fim a um inconveniente atual da plataforma.

Nem o Família Steam poderá salvar a sus biblioteca de jogos caso você morra.Nem o Família Steam poderá salvar a sus biblioteca de jogos caso você morra.Fonte:  Steam 

Em suma, a nova funcionalidade permitirá que até seis pessoas da mesma casa compartilhem suas respectivas bibliotecas de jogos na Steam. Cada uma delas receberá um selo de “Adulto” ou “Criança” — e isso, claro, também implica a criação de novos recursos de controles parentais.

Bom, mesmo se você estiver vinculado ao Família Steam e acabar morrendo, nenhum outro membro da família poderá pegar seus jogos. Portanto, melhor ser enterrado com o seu PC e torcer para ter internet boa no céu — ou seja lá qual for o lugar para onde vamos depois da morte.

A GOG parece ser mais receptível em relação ao assunto

Bom, o assunto gerou vários debates nas redes, mas parece que o GOG é um pouco mais complacente que a Steam se você acabar morrendo.

Caso você morra, é possível salvar a sua biblioteca de jogos digitais do GOG através do judiciário.Caso você morra, é possível salvar a sua biblioteca de jogos digitais do GOG através do judiciário.Fonte:  GOG 

O RespawnFirst também questionou a GOG sobre o que acontece com a sua biblioteca de jogos se o usuário morrer — e a resposta surpreendeu de alguma forma.

“Em geral, sua conta GOG e seu conteúdo GOG não são transferíveis. No entanto, se você puder obter uma cópia de uma ordem judicial que conceda especificamente a alguém o direito à sua conta pessoal do GOG, faremos o nosso melhor para que isso aconteça”, explicou um porta-voz da plataforma. “Estamos dispostos a lidar com tais situações e preservar sua biblioteca GOG, mas atualmente precisamos da ajuda do sistema judiciário”.

Bom, parece que deixar seu login e senha da Steam ou GOG com alguém de confiança não parece má ideia, não é mesmo? Qual sua opinião sobre o assunto? Comente nas redes sociais do Voxel!



Source link