O Mal que nos Habita chegou essa semana ao catálogo da Netflix. O filme de terror argentino é um dos mais elogiados do gênero nos últimos anos, principalmente por conta do seu enredo, repleto de surpresas, e recheado de cenas impactantes, como os fãs do gênero gostam.

Além disso, ele tem um encerramento muito bem construído, mas que deixa brechas para uma série de interpretações. Sendo assim, hoje o Minha Série explica tudo o que acontece no final de O Mal que nos HabitaConfira!

O Mal que Nos Habita é um dos filmes de terror mais aclamados dos últimos anosO Mal que Nos Habita é um dos filmes de terror mais aclamados dos últimos anosFonte:  IMDB 

Final explicado de O Mal que nos Habita

O momento chave para a reta final do filme é quando Pedro e Mirta encontram o corpo de Uriel embaixo do palco do teatro da escola. Segundo a religiosa, para acabar com o mal, é preciso que o corpo do adoecido, tomado pelo demônio, tenha a nuca perfurada por uma espécie de estaca que ela possui.

Entretanto, diante da provocação de Uriel, e dos “conselhos” das crianças, Pedro acaba saindo da sala em busca de um machado. Tomado pela raiva, ele sequer escuta os pedidos de Mirta para que não a deixe sozinha lá. Ao chegar no local, ele percebe que o machado foi removido, e Mirta acaba sendo assassinada pelas crianças.

Jaime acabou libertando o demônio por não ter feito o que Mirta ordenouJaime acabou libertando o demônio por não ter feito o que Mirta ordenouFonte:  Reprodução / Minha Série 

Ainda mais revoltado, ele volta ao local e assassina Uriel com uma espécie de alavanca da máquina que Mirta tinha montado. Por não fazer o que foi instruído, ao acabar com o adoecido, Pedro liberta um jovem demônio, no qual a própria Mirta havia alertado anteriormente. Segundo ela, o estado de saúde de Uriel é uma espécie de gestação do demônio para vir à Terra. Como ele não foi eliminado da forma correta, acabou sendo libertado na forma de um menino.

Depois de tudo isso, Pedro volta para a casa de Mirta e encontra seu irmão Jaime. Este por sua vez encontra o irmão de Uriel escondido no teto do celeiro. O garoto confessa para ele que foi o responsável por assassinar o suposto libertador de seu irmão, que aparece morto no começo do filme. O motivo foram vozes na sua cabeça, provocadas pelo próprio demônio.

Além disso, ele confessa que matou e comeu sua mãe, também instruído pelas vozes. A cena retorna para Pedro dando sorvete para seu filho Jair. De repente o garoto começa a se engasgar e seu pai retira um tufo de cabelos brancos de sua boca, junto com o colar de sua mãe. Ou seja, Jair acabou cometendo o mesmo crime com a sua avó, matando e comendo ela.

Cabelo indicam que Jaime comeu a própria avóCabelo indicam que Jaime comeu a própria avóFonte:  Reprodução / Minha Série 

Vale lembrar que, em determinado ponto do longa, Mirta alerta Jaime sobre um demônio estar de posse de Jair. Ele por sua vez alega que o comportamento estranho de seu sobrinho é por ele ser altista. Mirta então afirma que, nesses casos, o demônio tem dificuldades de tomar posse por conta da mente de uma pessoa altista sem mais complexa, levando mais tempo para dominá-la.  

O filme termina com Pedro e Jaime chorando abraçados por conta da morte de sua mãe, e de todos os trágicos acontecimentos.

Pedro mata o filho no final?

Durante essa última cena, há um grande questionamento que vem mexendo com a cabeça dos espectadores: Pedro matou o filho depois de descobrir que ele comeu sua mãe? Bom, o filme não deixa isso explícito, mas um sinal que pode indicar o desfecho ainda mais trágico. 

A última cena do filme amplia a imagem até mostrar uma fumaça saindo da chaminé da casa. Por mais que, antes de ver seu filho engasgando, o filme mostra Pedro acendendo a lareira, ainda sim há quem diga que o volume da fumaça é grande demais para ser apenas para aquecer a casa. Além disso, por um momento, Jaime olha espantado para a fumaça que sai dela.

Fumaça de chaminé pode indicar a morte de JairFumaça de chaminé pode indicar a morte de JairFonte:  Reprodução / Minha Série 

Em contrapartida, apenas Jaime sabia o que tinha acontecido com a mãe de Uriel, ou seja, ele não teve tempo de contar a Pedro o que aconteceu. Além disso, também foi Jaime o instruído sobre a possessão em pessoas com autismo feita por Mirna. Sendo assim, Pedro não teria motivos plausíveis para cometer o assassinato. 

O Mal que nos Habita terá uma continuação?

Em entrevistas recentes, o diretor do filme, Demián Rugna, afirmou que há sim um desejo dele para que O Mal que nos Habita tenha uma continuação. Entretanto, até o momento, segundo ele, não há nenhuma negociação em curso, e tão pouco um roteiro para uma sequência do aclamado filme de terror. 

Sendo assim, o jeito é cruzar os dedos para que todo esse desejo de Demián Rugna vire realidade, e assim possamos assistir a segunda parte da história.

E você, o que achou do final de O Mal que nos Habita? conte para a gente em nossas redes sociais!



Source link