Dois incêndios florestais em rápida evolução no sul do Novo México, que provocaram a evacuação de milhares de pessoas e queimaram mais de 20.000 acres, continuaram a queimar fora de controle na quarta-feira, disseram autoridades, e não estava claro quando os bombeiros poderiam ganhar algum controle.

Os incêndios, chamados de South Fork e Salt, começaram no início desta semana em meio a temperaturas sufocantes na região, e as mudanças no clima na quarta-feira podem complicar ainda mais os esforços para contê-los.

A previsão era que as temperaturas chegassem a meados dos anos 80 em algumas áreas do sul do Novo México, com possibilidade de aguaceiros e trovoadas começando à tarde, disse o Serviço Meteorológico Nacional. Mas ventos esperados de até 24 quilômetros por hora podem causar a propagação do fogo.

No uma coletiva de imprensa na terça-feiraa governadora Michelle Lujan Grisham, do Novo México, enfatizou o quão perigosos os incêndios florestais se tornaram em pouco tempo.

“Temos dois incêndios enormes e devastadores”, disse ela. “Quando digo enormes, significa que eles estão ficando cada vez mais complicados de resolver.”

A combinação esperada de chuva e vento na quarta-feira foi uma boa e uma má notícia, disse Laura McCarthy, silvicultora estadual do Novo México, na mesma entrevista coletiva. “Isso também significa que este incêndio será dinâmico, pelo menos até vermos a quantidade de chuva que se materializará”, disse ela, acrescentando que o aumento dos ventos também pode colocar as casas em perigo.

O governador Grisham, que declarou estado de emergência no condado de Lincoln e na reserva Mescalero Apache por causa dos incêndios, classificou a situação como “muito séria”, acrescentando que as viagens pela região sul do estado não só eram desencorajadas, mas também impossíveis por causa das estradas. fechamentos.

Na noite de terça-feira, os incêndios florestais representavam uma ameaça clara para os residentes no sul do Novo México, especialmente na aldeia de Ruidoso, que fica entre os dois incêndios. Pelo menos uma pessoa morreram como resultado dos incêndios, disse uma autoridade estadual, embora nenhum detalhe adicional sobre a morte estivesse disponível.

O incêndio maior, o incêndio em South Fork, queimou mais de 15.000 acres, destruiu 1.400 estruturas e foi contido em zero por cento, de acordo com informações sobre incêndios no Novo México. O incêndio foi descoberto por volta das 9h da manhã de segunda-feira na área tribal Mescalero Apache e cresceu rapidamente, disseram autoridades.

O segundo incêndio, o fogo de sal, foi descoberto a poucos quilômetros de distância na tarde de segunda-feira e desde então queimou mais de 5.500 acres de terras tribais em terreno montanhoso quase sempre inacessível.

Cerca de 8.000 pessoas foram evacuadas de Ruidoso e arredores até a noite de terça-feira, disse a Divisão Florestal do Estado do Novo México.

Na entrevista coletiva, perguntaram à governadora Grisham se ela tinha conhecimento de alguma pessoa presa ou desaparecida na corrida em massa por segurança.

“Não tenho um número preciso, não sei se alguém tem”, disse ela. “Novamente, se você acredita que tem um ente querido que está em perigo, queremos saber sobre isso, queremos fazer tudo o que pudermos.”