Não há dúvidas de que inteligências artificiais como o ChatGPT chegaram para conquistar um grande espaço entre o público que usa internet. O que muitas pessoas não sabem, entretanto, é quais são as tecnologias por trás desses sistemas que ajudam tanta gente.

Neste pacote, um dos elementos de principal importância está nos Grandes Modelos de Linguagem (ou LLMs, sigla para Large Language Models, em inglês). E é exatamente sobre esses elementos que falaremos nas linhas a seguir. Confira!

O que é um modelo de LLM?

Um dos principais usos dos Grandes Modelos de Linguagem é na criação e atuação de inteligências artificiais como o ChatGPT. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Um dos principais usos dos Grandes Modelos de Linguagem é na criação e atuação de inteligências artificiais como o ChatGPT. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Os Grandes Modelos de Linguagem são modelos de aprendizado de máquina capazes de usar algoritmos para processar e entender a linguagem que usamos. Dessa forma, são treinados com grandes quantidades de dados, o que ajuda a aprender padrões de linguagem e realizar algumas funções.

Ao utilizar os LLMs, é possível realizar tarefas como traduções em outros idiomas, conversas de chat e muitas outras atividades. Outro ponto é o fato de os sistemas que utilizam essa linguagem serem capazes de gerar textos gramaticalmente corretos e com coerência.

Observando por este ponto, qualquer tarefa que exija algum tipo de análise de linguagem vai recorrer aos Grandes Modelos de Linguagem. Assim, as inteligências artificiais se mostram apenas uma das várias formas de uso desse recurso.

Qual é o objetivo principal dos grandes modelos de linguagem LLMs?

Dentre os principais objetivos dos LLMs está no aprendizado para ajudar em diversas tarefas do dia a dia. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Dentre os principais objetivos dos LLMs está no aprendizado para ajudar em diversas tarefas do dia a dia. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

O objetivo principal dos Grandes Modelos de Linguagem é compreender e gerar texto natural de forma coerente e relevante. Eles são projetados para auxiliar nessa comunicação, facilitando traduções, interações entre humano e máquina e acessibilidade de informações.

Os LLMs também buscam automatizar tarefas de linguagem, como redação, resumo, análise de sentimentos e geração de relatórios. Além disso, fornecem suporte à pesquisa e educação, disponibilizando informações detalhadas e abrangentes sobre diversos tópicos.

Outro ponto importante referente aos LLMs é a inovação em produtos e serviços, melhorando ferramentas existentes e criando novas com base em interações de linguagem natural.

Como funciona um LLM?

O funcionamento dos Grandes Modelos de Linguagem envolve treinamento, processo e geração de saída. (Fonte: Getty Images/Reprodução)O funcionamento dos Grandes Modelos de Linguagem envolve treinamento, processo e geração de saída. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Os LLMs funcionam por meio de um processo que envolve treinamento, processamento e geração de saída. Inicialmente, o modelo é treinado em grandes conjuntos de dados de texto, ajustando os pesos dos neurônios em uma rede neural para aprender padrões na linguagem.

Durante o processamento, ao receber um texto de entrada, o modelo utiliza suas camadas de rede neural para gerar uma representação interna do significado do texto.

Finalmente, na geração de saída, o modelo é capaz de criar um texto coerente e relevante com base na entrada processada, utilizando algoritmos de geração de texto. Este processo permite que os LLMs compreendam o contexto e produzam respostas adequadas a uma ampla gama de solicitações.

Por que fazer um LLM?

Após entender um pouco mais sobre os Grandes Modelos de Linguagem, é hora de recapitular os motivos que fazem o LLMs serem uma boa opção para o time de desenvolvimento. Confira:

  • Avanço tecnológico: criar tecnologias de ponta que processam e entendem a linguagem humana de forma eficaz;
  • Inovação de produtos: desenvolver novos produtos e serviços baseados em linguagem natural, como assistentes virtuais;
  • Melhoria na comunicação: facilitar a comunicação em diversas línguas e contextos, tornando a informação mais acessível;
  • Automatização e eficiência: automatizar tarefas que envolvem texto, aumentando a eficiência em diversas indústrias;
  • Pesquisa e conhecimento: promover avanços na inteligência artificial e linguística computacional.

E você, sabia que os Grandes Modelos de Linguagem tinham tantas utilizações e estavam tão ligados às inteligências artificiais? Eles vêm ganhando cada vez mais espaço, e certamente vão se mostrar ainda mais úteis com o passar do tempo.

Compartilhe a sua opinião com os demais leitores do TecMundo e aproveite também para ler sobre Edge Computing e Machine Learning: oportunidades e desafios para o futuro. Até a próxima!



Source link