Dois adolescentes morreram afogados enquanto nadavam em Coney Island, no Brooklyn, quando uma tempestade atingiu a área na noite de sexta-feira, o segundo episódio fatal em uma praia de Nova York em menos de um mês.

Duas meninas, de 17 e 18 anos, foram dadas como desaparecidas após entrarem na água perto da Avenida Stillwell, pouco depois das 20h, de acordo com o Departamento de Polícia da cidade de Nova York. Mergulhadores de resgate resgataram duas pessoas, que foram levadas ao hospital em estado crítico, disseram policiais e bombeiros.

Posteriormente, ambos foram declarados mortos no hospital, segundo a polícia. Pessoas presentes no local disseram que um homem pode ter entrado na água para ajudar os adolescentes, mas foi determinado que isso não era verdade, disse um porta-voz da polícia.

As mortes, duas semanas depois dois adolescentes morreram nadando em Rockaways, no Queens, marcam um início particularmente mortal para a temporada de verão nas praias de Nova York, onde os afogamentos têm sido um problema perene. Faltando mais de dois meses, a cidade igualou o total de quatro vidas perdidas do ano passado.

Os meteorologistas alertaram sobre um alto risco de formação de correntes de retorno na área na noite de sexta-feira. O episódio foi relatado após os salva-vidas saírem de serviço às 18h; os afogamentos mais recentes ocorreram fora do horário de atuação dos salva-vidas, quando nadar é tecnicamente proibido.

Em julho passado, um jovem de 15 anos morreu enquanto nadava na praia de Coney Island, de acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosféricabanco de dados de mortes ligadas a correntes de retorno.

No início deste ano, autoridades municipais planos anunciados usar drones para ajudar nos resgates e prevenir afogamentos, após uma grave escassez de salva-vidas no verão passado. O esforço começaria em Coney Island, disse o prefeito Eric Adams na época.