Na deslumbrante paisagem dos Jardins do Castelo de Drummond, em Perthshire, Escócia, a Dior revelou sua coleção Cruise 2025 em um evento que uniu romance, escuridão e mitologia. A diretora criativa Maria Grazia Chiuri trouxe à vida uma linha inspirada nas icônicas tapeçarias medievais de unicórnios, celebrando a história e a herança da Escócia.

Um Retorno Memorável

A última vez que a Dior apresentou uma coleção na Escócia foi há quase 70 anos, no Hotel Gleneagles, em 1955. Desta vez, Chiuri homenageou o passado enquanto mantinha os códigos da casa Dior. Com 89 looks, a coleção foi descrita como “uma poética convite onde passado e futuro se encontram”, celebrando os laços poderosos formados desde o desfile de outono-inverno de 1947.

Silhuetas Reimaginadas

Inspirada pelo livro “Embroidering Her Truth: Mary, Queen of Scots and the Language of Power” de Clare Hunter, Chiuri reinterpretou as silhuetas clássicas da Dior. Vimos vestidos e saias tradicionais transformados para uma Maria Stuart moderna. Elementos formais foram combinados com peças góticas e românticas, criando um visual inovador e marcante.

Detalhes e Colaborações

A coleção apresentou kilts estilizados, luvas de couro preto, vestidos de renda transparente e mangas bufantes medievais. Tartan, saias esculturais e cintos com ferragens trouxeram uma nova perspectiva à estética de Chiuri. Colaborações locais, como com a designer Samantha McCoach da Le Kilt, e materiais como Tweed Harris e cashmere Esk, adicionaram autenticidade e profundidade à coleção.

Feminismo e Maximalismo

Em uma jogada característica, Chiuri incorporou frases como “bossy” e “emotional” em peças da coleção, provocando uma reflexão sobre o feminismo. A coleção também exibiu um maximalismo caprichoso através de acessórios como chokers de pérolas, cintos, capuzes e meias de argyle, completando o visual com uma mistura de elegância e ousadia.

Um Encerramento Cinematográfico

O desfile culminou com gaitas de foles escocesas, que marcharam pela passarela do jardim, tocando uma melodia atmosférica que capturou perfeitamente o espírito da coleção. Foi uma celebração da herança escocesa e do estilo inconfundível da Dior.

A coleção Cruise 2025 da Dior não apenas homenageou a rica história da Escócia, mas também trouxe um novo frescor à moda contemporânea, equilibrando o passado com o futuro de maneira sublime.