Na icônica passarela do Parque Güell, em Barcelona, Nicolas Ghesquière desvendou a coleção Cruise 2025 da Louis Vuitton, trazendo uma fusão de elegância e inovação que encantou a todos. O cenário, desenhado por Antoni Gaudí, serviu como o palco perfeito para uma exibição deslumbrante, com suas 86 colunas imponentes e mosaicos vibrantes.

A coleção, marcada por cortes impecáveis e proporções volumosas, é um tributo à paixão da Maison pelo viajar e às ricas influências da cultura espanhola. Casacos elegantes, como se estivessem suspensos nos modelos, desfilaram ao lado de trajes pretos acentuados por amplos chapéus de vime, os tradicionais ‘cordobes’. As tonalidades de areia e terra trouxeram à mente mulheres misteriosas do deserto, com calças inspiradas nos picadores e estolas dramáticas de couro com franjas.

Vestidos com efeito plumetis, botas que combinam o estilo de montaria com o cowboy, e bolsas que ecoam as colunas do Parque Güell destacaram-se na passarela. O final do desfile, com saias volumosas de faille de seda em azul real, vermelho frenético e verde régio, trouxe uma sensação de elegância cerimonial pós-moderna.

Nicolas Ghesquière refletiu: “O oxímoro da austeridade flamboyante tão palpável na Espanha me intrigou profundamente. O espírito cavalheiresco, as influências mouriscas, e especialmente Zurbarán, com seu uso fantástico de cores e drapagem admirável.”

Contra o cenário de sonho e com o sol se pondo, as cores da coleção exigiram ser lembradas, gravando memórias como uma pintura em um desfile que será falado por muito tempo.