Lançado originalmente em 1984 para o Nintendo Entertainment System (NES), o clássico Duck Hunt logo tornou-se um dos jogos mais icônicos da era 8-bit e uma verdadeira febre nas casas de família. Afinal, o título oferecia uma experiência única e interativa que encantou jogadores de todas as idades na época.

O objetivo é simples: acertar o maior número possível de patos dentro de um limite de tempo e acumular pontos por cada acerto. Duck Hunt era dividido em rodadas e a dificuldade aumentava progressivamente à medida que os patos se moviam mais rápido e de forma mais errática.

No entanto, o real encanto da experiência com Duck Hunt no NES estava no Zapper, um controle em formato de pistola que era usado pelos jogadores para caçar esses patos que apareciam na tela. Mas como esse dispositivo funcionava? Como era possível “atirar” na televisão?

Duck Hunt foi febre nos anos 1980 e 1990.Duck Hunt foi febre nos anos 1980 e 1990.Fonte:  Super Abril 

O controle, que foi uma inovação significativa para a época, funcionava através de um sensor de luz que detectava o flash da tela quando o gatilho era puxado, determinando se o jogador acertou ou errou o alvo. Essa tecnologia foi revolucionária e proporcionou uma experiência mais imersiva do que os joysticks tradicionais do NES.

A origem do Zapper

A simplicidade do Zapper combinada com a diversão de jogar videogames na época garantiu um legado atemporal para Duck Hunt — que continua sendo lembrado com carinho por jogadores de várias gerações. Mas como, de fato, surgiu o Zapper?

Bom, as primeiras armas de luz surgiram na década de 1930 e usavam fototubos ou tubos de vácuo capazes de detectar luz na tela. O primeiro game que aproveitou essa tecnologia na época foi Ray-O-Lite, lançado em 1936 pela Seeburg — uma empresa norte-americana especializada na produção de componentes e sistemas para jukeboxes.

Ray-O-Lite, o primeiro jogo de pistola de luz.Ray-O-Lite, o primeiro jogo de pistola de luz.Fonte:  Pinrepair 

Com o Zapper, a Nintendo inverteu o princípio das armas de luz ao adicionar um fotodiodo, que é um diodo de junção construído para possibilitar a utilização da luz como fator determinante no controle da corrente elétrica. Basicamente, ele é um semicondutor simples que convertia luz em sinal elétrico.

Essa estratégia era o oposto das armas de luz anteriores, que disparava um feixe de luz em sensores fotoelétricos nos alvos. Além disso, a adição do fotodiodo no Zapper fez o controle ser compatível praticamente com qualquer tela da época.

Como o Zapper funciona em Duck Hunt?

No contexto de Duck Hunt, o fotodiodo do Zapper detecta mudanças na intensidade da luz quando os jogadores puxam o gatilho.

O processo foi extremamente facilitado por uma estratégia de transformar os patos em blocos brancos em uma tela preta por um breve momento quando o jogador puxa o gatilho. Com isso, o fotodiodo detectava a luz e transformava isso em um sinal elétrico que gerava o comando do tiro na tela.

Foi possível usar o Zapper no NES graças ao fotodiodo que o controle possuía.Foi possível usar o Zapper no NES graças ao fotodiodo que o controle possuía.Fonte:  Devpost 

É justamente por isso que o Zapper funcionava melhor se você o segurasse diretamente contra a TV — a caixa branca era mais fácil para o fotodiodo detectar quando o controle era segurado de perto.

E aí, chegou a jogar Duck Hunt com o Zapper e sabia da origem do controle? Conta para a gente nas redes sociais do Voxel!



Source link