A população de imigrantes brasileiros nos Estados Unidos é a 19ª maior entre mais de 150 comunidades estrangeiras no país. A Flórida se destaca como o estado com a maior população de imigrantes brasileiros. Entre 2017 e 2022, a população de imigrantes brasileiros nos EUA cresceu 37%, com a Flórida e Massachusetts registrando aumentos de 29% e 43%, respectivamente.

Para entender melhor o perfil dos brasileiros nos EUA, conversamos com Alexandra Barker, Senior Advisor e Head of StatVentures no U.S. Census Bureau. Segundo Barker, “Os dados mostram que a comunidade brasileira nos EUA é significativa e crescente, com impactos econômicos e sociais importantes. Somos mais empreendedores do que outras comunidades e isso é muito importante”.
Crescimento e Distribuição

Em 2022, estima-se que a população brasileira nos EUA era de 804.952 pessoas, das quais 618.525 nasceram no Brasil e 186.427 nasceram nos EUA, mas possuem ascendência brasileira. De acordo com o Censo de 2020, 524.382 brasileiros se identificaram como “Some Other Race” (outra raça).

Dados Demográficos e Econômicos

Na Flórida, 41% da população imigrante brasileira possui cidadania norte-americana, acima da média nacional de 36%. A idade média dos imigrantes brasileiros no estado é de 40,6 anos. Além disso, nos últimos 12 meses, aproximadamente 2.500 mulheres imigrantes brasileiras deram à luz na Flórida.

Em termos de renda, o rendimento médio dos imigrantes brasileiros na Flórida é de $110.879, superior à média para a população total dos EUA. Este dado destaca a prosperidade relativa da comunidade brasileira no estado, refletindo uma tendência de sucesso econômico entre os imigrantes brasileiros.
Importações e Contribuições
Econômicas

Em 2023, os EUA importaram cerca de $40 bilhões em mercadorias do Brasil, sendo que aproximadamente $4 bilhões chegaram pelos portos da Flórida. Este fluxo comercial sublinha a importância das relações econômicas entre os dois países e o papel significativo da comunidade brasileira nos EUA.

Educação e Qualidade de Vida

Os dados da American Community Survey de 2022 indicam que a comunidade brasileira nos EUA possui um perfil educacional diversificado, com muitos membros buscando melhorar suas qualificações e oportunidades de vida. “Os brasileiros nos EUA estão constantemente investindo em sua educação e qualificação profissional, o que se reflete em melhores oportunidades de emprego e rendimentos mais altos,” explica Barker.

Apoio e Capacitação

O U.S. Census Bureau oferece diversas ferramentas para ajudar organizações e indivíduos a entender e utilizar esses dados. “Nossa missão é garantir que as comunidades tenham acesso a informações precisas e possam usar esses dados para planejar e tomar decisões informadas,” afirma Barker. Entre os recursos disponíveis estão treinamentos gratuitos, vídeos tutoriais e webinars.

A Chegada da Comunidade Brasileira nos Estados Unidos

A história da imigração brasileira para os Estados Unidos remonta às décadas de 1960 e 1970, quando os primeiros grupos de brasileiros começaram a se estabelecer em solo norte-americano. Inicialmente, o fluxo de imigrantes brasileiros era pequeno e composto principalmente por estudantes, profissionais e turistas que decidiram permanecer no país em busca de melhores oportunidades econômicas e acadêmicas.

Primeiras Ondas de Imigração

Durante as décadas de 1960 e 1970, muitos brasileiros vieram para os Estados Unidos para estudar, especialmente em universidades e instituições renomadas. Esses estudantes, muitas vezes, buscavam programas de pós-graduação e especializações em áreas como engenharia, medicina e ciências sociais. Além disso, a instabilidade política e econômica no Brasil durante esses anos incentivou alguns brasileiros a buscar novas oportunidades no exterior.

A década de 1980 marcou uma mudança significativa, com um aumento mais notável na imigração devido à crise econômica no Brasil, que resultou em alta inflação e desemprego. Muitos brasileiros começaram a ver os Estados Unidos como um lugar para alcançar estabilidade financeira e melhores condições de vida.

Expansão nos Anos 1990 e 2000

Nos anos 1990, a comunidade brasileira nos Estados Unidos continuou a crescer rapidamente. Esse período viu um aumento no número de brasileiros que se mudaram para estados como Massachusetts, Nova York, Nova Jersey e Flórida. A Flórida, em particular, tornou-se um destino popular devido ao clima semelhante ao do Brasil e à presença de outras comunidades latinas que ofereciam um ambiente culturalmente familiar.

No início dos anos 2000, o crescimento econômico do Brasil levou a uma diversificação do perfil dos imigrantes. Além dos trabalhadores buscando melhores oportunidades econômicas, houve um aumento no número de empresários e investidores brasileiros que vieram para os Estados Unidos para expandir seus negócios.

Contribuição e Integração

Hoje, a comunidade brasileira nos Estados Unidos é vibrante e diversificada, contribuindo significativamente para a economia e a cultura do país. Os brasileiros estão presentes em diversas áreas, desde negócios e tecnologia até artes e educação. Eventos culturais, restaurantes e organizações comunitárias brasileiras são comuns em estados com grandes populações de imigrantes brasileiros, ajudando a manter viva a herança cultural e a apoiar novos imigrantes na sua adaptação ao novo país.

Desafios e Oportunidades

Apesar do sucesso e da contribuição significativa dos brasileiros nos Estados Unidos, a comunidade enfrenta desafios, como questões de imigração, integração cultural e acesso a serviços essenciais. No entanto, com o apoio de organizações comunitárias e iniciativas do governo, como as fornecidas pelo U.S. Census Bureau, a comunidade brasileira continua a prosperar e a fortalecer sua presença nos Estados Unidos.

A história da imigração brasileira nos Estados Unidos é uma narrativa de busca por oportunidades, resiliência e contribuição contínua para a sociedade americana. Com uma população crescente e diversificada, os brasileiros nos Estados Unidos continuam a escrever novos capítulos dessa

Para mais informações sobre os dados da comunidade brasileira nos EUA, acesse o site do Census Bureau ou entre em contato com Alexandra Barker pelo e-mail alexandra.s.barker@census.gov.