Em 1969, o astronauta Neil Armstrong foi o primeiro homem a pisar na Lua e, desde então, a humanidade vem sonhando pelo dia em que será possível construir uma base lunar com casas e outras estruturas. Mas parece que isso não deve demorar muito: a Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos (NASA) deve construir habitações no satélite natural até 2040.

Em um artigo publicado no The New York Times, a NASA explica que planeja construir casas para servir de habitação aos astronautas e civis que viajarão para a Lua após 2040. Para tornar a ideia em uma realidade, a agência espacial norte-americana enviará uma impressora 3D gigante à Lua; rocha lunar será utilizada para criar um tipo de concreto que possibilitará a construção das estruturas.

A NASA fechou parceria com a ICON, uma empresa de tecnologia de construção que auxiliará a desenvolver uma ótima infraestrutura na superfície lunar. Além de as próprias habitações, a companhia também ficará responsável por construir pistas de pousos e estradas. Ainda não foram divulgados os valores das estadias em habitações lunares para civis — provavelmente, não será muito barato.

“Estamos em um momento crucial, e de certa forma parece uma sequência de sonho. De outras formas, parece que era inevitável que chegássemos aqui. Temos todas as pessoas certas juntas no momento certo com um objetivo comum, por isso acredito que chegaremos lá. Todos estão prontos para dar esse passo juntos, então, se desenvolvermos nossas capacidades centrais, não há motivo para que não seja possível”, disse a diretora de maturação de tecnologia da NASA, Niki Werkheiser.

Os especialistas da agência espacial imaginaram que: se é possível construir casas na Terra com impressoras 3D, a partir de materiais produzidos com minerais terrestres, talvez também seja possível fazer o mesmo com os materiais naturais encontrados na superfície lunar.

Eles explicam que para a maioria das pessoas que estão vivas atualmente, morar na Lua não será uma realidade, mas para os mais jovens o ‘sonho’ é real. Como os humanos não pisam na Lua há muito tempo, a NASA criou a missão Artemis para possibilitar o retorno da humanidade ao satélite natural.

Em novembro de 2022, a Artemis I fez uma viagem na órbita da Lua com sucesso; em novembro de 2024, a agência planeja enviar a Artemis II com quatro tripulantes para realizar uma viagem semelhante; então, em 2025, a Artemis III enviará os tripulantes para pousar na Lua.

Outras duas missões lunares tripuladas devem ser enviadas antes do início da próxima década. ”Eu gostaria de estar por perto para ver isso. Quando falamos sobre uma presença humana sustentável, para mim isso significa que você tem um assentamento lunar e pessoas vivendo e trabalhando na lua continuamente.

O que isso poderia ser está apenas limitado à imaginação dos empreendedores”, disse o consultor técnico sênior do escritório de ciência e tecnologia no Centro de Voo Espacial Marshall da NASA, Raymond Clinton Jr.