A Microsoft, a Meta e outras gigantes da tecnologia finalmente estão admitindo preocupações em relação aos problemas que a inteligência artificial generativa pode causar, colocando seus negócios em risco. Detalhes sobre o assunto foram incluídos em relatórios enviados à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC).

Como destaca a Bloomberg nesta quarta-feira (03), pelo menos 12 big techs emitiram ou atualizaram alertas sobre os riscos da IA em seus balanços financeiros mais recentes. Nos documentos, elas informam aos acionistas o que pode dar errado com o uso da tecnologia, se antecipando a eventuais processos judiciais.

A Meta mencionou os problemas que a IA pode causar durante as eleições. (Imagem: Getty Images)A Meta mencionou os problemas que a IA pode causar durante as eleições. (Imagem: Getty Images)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Disseminação de informações falsas, especialmente durante eleições, violação de propriedade intelectual, criação de conteúdo prejudicial e riscos à privacidade de dados estão entre os riscos citados pela Meta. A dona do Facebook comentou, ainda, não haver garantias de que o uso da IA irá melhorar seus produtos e serviços.

Já a Microsoft informou que as suas ferramentas de IA generativa podem ser suscetíveis a “ameaças de segurança imprevistas de adversários sofisticados”, de acordo com o relatório. A gigante de Redmond também mencionou a possibilidades de problemas relacionados aos direitos autorais no treinamento de seus algoritmos.

Impactando empregos e direitos humanos

Por sua vez, a Alphabet, controladora do Google, alertou que o uso de suas plataformas de inteligência artificial pode trazer danos financeiros ou resultar em processos judiciais. Para ela, há riscos de que a tecnologia afete negativamente a privacidade, os direitos humanos e até os empregos.

A Adobe também atualizou a seção “fatores de risco” do seu balanço financeiro com preocupações semelhantes. A marca por trás do Photoshop alertou aos acionistas que a popularização da IA pode reduzir a demanda pelo editor de imagens e impactar a força de trabalho, embora o software continue essencial para profissionais criativos.

Nvidia, Uber, Dell e Palo Alto Networks são outras big techs que avisaram aos investidores sobre os potenciais riscos da IA generativa para seus negócios. Vale destacar que usuários e profissionais da área também têm se manifestado preocupados quanto à proliferação dessas ferramentas.

Recentemente, funcionários da OpenAI e DeepMind divulgaram uma carta pedindo às empresas que tomem mais medidas para mitigar os riscos da tecnologia.



Source link