Por meio de dados coletados pelo Telescópio Espacial James Webb (JWST), um grupo de pesquisadores acredita que pode ter descoberto uma atmosfera ao redor do exoplaneta rochoso 55 Cancri E (Janssen). Localizado a aproximadamente 41 anos-luz de distância da Terra, na Constelação de Câncer, o exoplaneta orbita uma estrela semelhante ao Sol. Inclusive, talvez essa seja a única semelhança com os planetas do nosso sistema.

Publicado na revista científica Nature, o artigo explica que a presença de atmosfera não é uma indicação de que o planeta é habitável. Até porque o corpo celeste está tão próximo de sua estrela que a superfície pode estar coberta por um oceano de lava derretida. O objeto cósmico também foi classificado como uma Super-Terra, pois é rochoso, maior que a Terra e menor que Netuno — o tamanho é o dobro do nosso planeta.

Em um comunicado oficial sobre o estudo, é descrito que 55 Cancri E é apenas um dos cinco planetas detectados que orbitam uma estrela semelhante ao Sol, na Constelação de Câncer. O exoplaneta orbita a estrela Copérnico (55 Cancri A), que faz parte de um sistema binário de estrelas anãs, e completa uma órbita aproximadamente a cada 18 horas ou mais.

“O JWST está realmente expandindo as fronteiras da caracterização de exoplanetas para exoplanetas rochosos. Está realmente possibilitando um novo tipo de ciência. Como pós-doutorado no MIT liderei a descoberta do primeiro trânsito de 55 Cancri e, e em 2016 minha equipe publicou o primeiro mapa de um exoplaneta rochoso, que era 55 Cancri E”, disse um cientista do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA (JPL) e líder da equipe responsável pelo artigo, Renyu Hu.

Super-Terra com atmosfera?

Segundo o pesquisador da Universidade de Berna (Suíça) e membro da equipe do estudo, Brice-Olivier Demory, o exoplaneta 55 Cancri E tem sido um dos objetos de estudo dos astrônomos nos últimos anos, mas apenas agora sua natureza misteriosa começou a ser compreendida. Para chegar a esse resultado, os cientistas realizaram uma análise do conjunto de dados do JWST e de informações coletadas nos últimos anos pelo telescópio espacial CHEOPS.

A imagem ilustra o planeta 55 Cancri E próximo de sua estrela principal; o objeto rochoso pode ter uma camada de atmosfera ao seu redor.A imagem ilustra o planeta 55 Cancri E próximo de sua estrela principal; o objeto rochoso pode ter uma camada de atmosfera ao seu redor.Fonte:  Universidade de Berna 

Os pesquisadores perceberam que as medições de temperaturas da emissão térmica indicam que 55 Cancri E pode ter uma atmosfera. Um planeta rochoso como este deveria apresentar temperaturas de 2,2 mil graus Celsius no lado diurno, mas a análise aponta que a temperatura da superfície foi registrada em aproximadamente 1,5 mil graus Celsius.

Ou seja, o clima aparenta ser significativamente mais ameno do que o esperado, e isso é justamente um indicador de que a energia está sendo distribuída devido a uma atmosfera rica em gases voláteis.

“Em última análise, queremos compreender que condições permitem a um planeta rochoso sustentar uma atmosfera rica em gás: o ingrediente chave para um planeta habitável”, Hu conclui.

Gostou do conteúdo? Então, fique por dentro de mais curiosidades sobre astronomia aqui no TecMundo. Se desejar, aproveite para entender como um gás raro formado durante o Big Bang pode estar vazando do núcleo da Terra.



Source link