Os alunos estão usando inteligência artificial para criar imagens sexualmente explícitas de seus colegas.