Ladi Kuhn, uma mulher cuja trajetória é marcada pela coragem, fé e resiliência, compartilhou sua extraordinária jornada desde o Paraguai até os Estados Unidos, explorando os altos e baixos de uma vida que testou seus limites, mas que também a guiou para uma redenção surpreendente.

Em 2010, Ladi tomou uma decisão corajosa ao deixar sua vida no Paraguai aos 19 anos em busca de independência nos Estados Unidos. No entanto, as barreiras linguísticas tornaram a comunicação desafiadora, levando-a a enfrentar uma profunda depressão enquanto trabalhava incansavelmente para sobreviver em um ambiente estrangeiro, muitas vezes recebendo pouco em troca de seus esforços incansáveis.

Após se afastar de seu primeiro emprego nos Estados Unidos, Ladi encontrou abrigo junto a uma amiga em Nova York. Essa amiga, que vivia uma vida financeiramente confortável como stripper, tornou-se a porta de entrada para um capítulo inesperado na vida de Ladi. Decidindo seguir o mesmo caminho, Ladi mergulhou no mundo da dança de cabaré, um período de sua vida que ela descreve como repleto de dificuldades e autoafirmação, mas também marcado pela dor e uma busca desenfreada por alívio no álcool.

Foi durante essa fase tumultuada que Ladi experimentou um encontro que mudou sua vida. Em frente a um prédio sem identificação, uma compatriota brasileira estendeu a mão para Ladi, proporcionando um abraço acolhedor e a levando até as portas da Hillsong Church NYC. Naquela noite, Ladi entregou sua vida a Jesus, marcando o início de uma jornada de transformação interior.

Apesar da decisão de entregar sua vida a Deus, a jornada de Ladi não se tornou repentinamente mais fácil. Ela enfrentou desafios e provações, mas a determinação, alegria e paz recém-descobertas se tornaram sua força motriz. Com o tempo, ela aprendeu a segurar nas mãos de Jesus, permitindo que Ele a guiasse na jornada de cura da vergonha, depressão, culpa e falta de identidade que a assombravam.

Após um ano de crescimento espiritual, Ladi sentiu um chamado para retornar aos clubes de strip, mas dessa vez com uma missão transformadora. Ela visitou mais de 50 clubes em Nova York, levando presentes e palavras de encorajamento para mulheres que, como ela, estavam imersas em um ambiente desafiador. Ladi enxergou além das aparências, proclamando o amor de Jesus e oferecendo apoio a quem precisasse, independentemente de suas escolhas de vida.

“Conheci meu primeiro marido na Hillsong NYC em 2013. Ele era o líder do ministério de recuperação que eles tinham na igreja. Fomos missionários no Brasil Deus nos chamou para fazer missões lá e foi a coisa mais linda que vivemos juntos! Depois de 5 anos tentando engravidar, isso aconteceu no momento menos esperado; tivemos Siana no dia 1º de fevereiro de 2018. Nós mudamos para a Flórida e depois de 9 meses, estávamos abrindo uma igreja. Por causa das dificuldades com as finanças, meu marido Steven teve que voltar para Nova York para trabalhar. Ele estava em NY por um mês quando recebi uma ligação de um amigo em NY me contando que ele havia sofrido um acidente e que estava inconsciente no hospital. Voltei para NY e quando cheguei ao hospital vi meu marido e pai do meu bebê de 14 meses, conectado à uma máquina inconsciente completamente indefeso naquela cama. Meu marido morreu em 8 de julho de 2019. Seu cérebro estava morto, mas seu coração ainda batia porque ele estava conectado a uma máquina, mas em 10 de julho, seu coração estava batendo no corpo de outro homem. Decidi doar todos os seus órgãos. Ele realmente se tornou o milagre pelo qual estávamos orando. Hoje John Callegan, o portador do Coração de Steven, é um dos meus melhores amigos. Ele ama minha filha e está lá para ela em todos os aniversários e Natal, de alguma forma, pessoalmente ou por FaceTime, mas sempre presente.”

A vida de Ladi continuou a se desdobrar com uma série de desafios e bênçãos. Ela passou por um período de autodescoberta, enfrentando a dor da perda e buscando uma conexão mais profunda com Deus. Em sua solidão e sofrimento, ela encontrou força em sua fé e na promessa divina de esperança e um futuro, como expresso em Jeremias 29:11.

Nove meses após a perda de seu primeiro marido, Ladi abriu seu coração em seu diário, buscando conforto e orientação divina. Foi durante esse período que ela conheceu o homem que se tornaria seu segundo marido. Sua história de amor parece um conto de fadas, mas, mais importante, foi uma fonte de cura e apoio para Ladi durante os momentos mais sombrios de sua vida.

O novo marido de Ladi não apenas conquistou seu coração, mas também esteve ao seu lado em cada momento de luto, chorando, abraçando e sendo uma resposta às suas orações. Juntos, eles acolheram a chegada de Gianna Grace em 2023, um segundo milagre em suas vidas.

A mensagem inspiradora de Ladi ecoa além de sua própria jornada. Ela destaca a importância de escolher segurar nas mãos de um Deus amoroso, disposto a caminhar na jornada de cura e restauração. Sua história é um testemunho da fidelidade e redenção de Deus, oferecendo esperança a todos que enfrentam adversidades.

Ao compartilhar suas experiências, Ladi enfatiza que o futuro não é definido pelas escolhas erradas ou pela dor da perda. Em vez disso, é moldado pelo amor inabalável de Deus. Sua jornada é um lembrete de que, mesmo nas circunstâncias mais desafiadoras, o amor divino permanece constante.

A mensagem final de Ladi é clara e poderosa: na neblina da dor, cada indivíduo tem uma escolha. Pode-se optar por segurar nas mãos de um Deus amoroso que deseja caminhar na jornada de cura e restauração, ou tentar enfrentar a dor sozinho, o que inevitavelmente leva a mais sofrimento e vazio.

A fé de Ladi transformou não apenas sua própria vida, mas também proporcionou a ela a visão de Deus realizando milagres diante de seus olhos. Seu amor está disponível sempre que alguém decide abrir seu coração para Ele. A mensagem final de Ladi é uma promessa de esperança e um futuro, conforme expresso em Jeremias 29:11. Seu futuro não é determinado por erros passados, mas pela perspectiva amorosa e redentora de Deus.

Ao encerrar sua emocionante narrativa, Ladi ressalta que sua história não termina com a dor. Pelo contrário, continua contando a história de um Deus sempre amoroso, gracioso, bom, fiel, presente, redentor, curador e provedor. Toda a glória é atribuída a Ele, agora e para sempre.uma promessa de esperança e um futuro promissor. Sua vida é um lembrete de que, mesmo diante das circunstâncias mais desafiadoras, o amor de Deus permanece inabalável e inquebrável.

Projeto Superar e Ser Feliz

O Projeto Superar e Ser Feliz, criado pela professora Anete Lobo, tem como foco ajudar pessoas que passaram ou estão passando por episódios de sofrimento e trauma a encontrar meios de superação para sua dor. A cada mês,uma mulher é selecionada para contar sua história de dor e superação, ajudando assim, outras pessoas que possam se motivar através de seus relatos.

O projeto dispõe de uma lista de recursos com recomendação de diversos profissionais da área de saúde mental, grupos de apoio, artigos, livros e vídeos com conteúdo para dar suporte aos interessados em encontrar superação. Basta acessar o website do projeto. Comentários, perguntas, sugestões podem ser enviados para o email superareserfeliz@gmail.com . Contato: Anete Lobo
Website: www.superareserfeliz.com

Parcerias:
Rosana de Rosa – Life Coach e Terapeuta
Rosali de Castro Aguiar – Psicóloga, Advogada, Mediadora e Consteladora Familiar Sistêmica
Flavia Duarte – Fundadora do Projeto Flavia Se Cuida
Wanessa Surdine – Personal da Mente

Anete P. Lobo
Criadora do Projeto Superar e Ser Feliz
superareserfeliz@gmail.com