Nova York retoma seu posto como a cidade mais desejada pelos bilionários em todo o mundo, marcando o retorno após sete anos, com 119 indivíduos nesta faixa de riqueza, de acordo com uma pesquisa da Hurun Report Inc., sediada em Xangai.

O número total de bilionários no mundo também aumentou, atingindo 3.279 pessoas, um acréscimo de 167 indivíduos. Esse crescimento foi impulsionado principalmente pelos Estados Unidos, que agora contam com 800 bilionários, até 15 de janeiro deste ano.

Apesar de perder 155 bilionários, a China continua liderando o ranking, com 814 pessoas com patrimônio de pelo menos US$ 1 bilhão, seguida pelos EUA e Índia.

O presidente e pesquisador-chefe do Hurun Report, Rupert Hoogewerf, atribui esse crescimento à performance positiva do mercado de ações nos últimos meses e destaca o papel da inteligência artificial na geração de riqueza.

Elon Musk, da Tesla, lidera a lista dos 10 bilionários mais ricos do mundo, seguido por Jeff Bezos, da Amazon. Destaque para a estreia da cantora Taylor Swift na lista, com US$ 1,2 bilhão.

É interessante notar que 15,4% dos bilionários são imigrantes, a maioria nos EUA.