A Universidade de Harvard surpreendeu ao anunciar um curso dedicado a Taylor Swift, chamado “Taylor Swift and Her World”. Ministrado por Stephanie Burt, uma fã desde 2009, o curso permitirá que os alunos ganhem créditos explorando as letras, músicas e influências da artista. O foco vai além da música, contextualizando a evolução de Swift nas transformações culturais dos EUA, analisando sua mudança de Nashville para Manhattan e a transição do country para o pop. Harvard destaca a capacidade de Swift em desafiar ideias de americanidade, explorando questões de identidade branca americana e América Central. O curso incentiva análises sobre composições, performances e vida pessoal/profissional de Swift. Stephanie Burt destaca a singularidade de estudar uma figura tão proeminente. O curso propõe reflexões sobre lidar com atenção maciça, questionando o manejo do privilégio e visibilidade. Espera-se que o curso tenha impacto nos alunos de Harvard, oferecendo uma análise única do sucesso e gestão da atenção pública. Taylor Swift, uma das maiores artistas do século XXI, torna-se uma matéria inovadora, usando a cultura pop como lente para compreender a sociedade contemporânea.