O Google Tradutor vai usar inteligência artificial para expandir o suporte para 110 novos idiomas, anunciou a empresa nesta quinta-feira (27). O aprimoramento aproveita as semelhanças entre dialetos e padrões linguísticos para ampliar o catálogo de línguas suportadas na ferramenta.

Cerca de um quarto dos idiomas adicionados ao Google Tradutor são oriundos do continente africano e, segundo a empresa, são falados por mais de 614 milhões de pessoas — 8% da população global.

A novidade é alimentada pelo modelo de linguagem (LLM, na sigla em inglês) PaLM 2, lançado em maio do ano passado. O recurso expande o suporte para novos dialetos e variações com base em línguas mais populares, assim permitindo compreender variações sem tanta dificuldade.

O Google Tradutor agora suporta 110 novos idiomas graças ao modelo PaLM 2.O Google Tradutor agora suporta 110 novos idiomas graças ao modelo PaLM 2.Fonte:  Google/Reprodução 

“À medida que a tecnologia avança e continuamos a fazer parcerias com linguistas especializados e falantes nativos, apoiaremos ainda mais variedades linguísticas e convenções ortográficas ao longo do tempo”, pontuou o Google no anúncio da novidade.

Entre os 110 novos idiomas suportados no Google Tradutor estão Afar, Cantonês, Manx, NKo, Panjabi (Shahmukhi) e Tok Pisin.

Esse aprimoramento do Tradutor é mais um avanço proporcionado pela evolução da aprendizagem de máquina e tecnologias associadas à inteligência artificial. Em maio de 2022, o Google lançou uma ferramenta chamada “Zero-Shot Machine Translation”, recurso que permitia que a plataforma aprendesse novos dialetos a partir do zero, mesmo sem exemplos anteriores.



Source link