A busca por vida inteligente fora da Terra é um dos principais objetivos de diversos cientistas em todo o mundo; seja pela observação de vida bacteriana em oceanos cósmicos ou até mesmo por algum tipo de contato com os extraterrestres clássicos representados na cultura pop. A verdade é que isso ainda não aconteceu, mas pode acontecer em breve.

Apesar de milhões de relatos em todo, ainda não existe nenhuma evidência empírica da existência de extraterrestres. Talvez, o planeta K2-18b seja o primeiro a responder essa questão primordial. Atualmente, uma equipe de astrônomos está estudando dados sobre o exoplaneta, pois ele parece ser um dos prováveis para abrigar vida fora da Terra — talvez, a pergunta seja respondida nos próximos anos.

“K2-18 b orbita a estrela anã fria K2-18 na zona habitável e fica a 120 anos-luz da Terra, na constelação de Leão. A sugestão de que o sub-Netuno K2-18 b poderia ser um exoplaneta hiceano (com oceanos de água líquida) é intrigante, já que alguns astrônomos acreditam que esses mundos são ambientes promissores para a busca de evidências de vida em exoplanetas”, a Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos EUA (NASA) explica.

Conheça 5 argumentos científicos que apoiam a existência de extraterrestres

Enquanto a resposta não chega, a única coisa que podemos fazer é teorizar sobre a possibilidade de que os extraterrestres talvez sejam reais. Inclusive, existem alguns bons argumentos científicos que apontam para a existência de seres extraterrestres.

De qualquer forma, é importante ressaltar que não existe nenhuma indicação precisa sobre qualquer tipo de alienígena. Por enquanto, os dados sugerem que a Terra é o único lugar onde os blocos de construção possibilitaram a vida como conhecemos.

A Teoria da Floresta Negra

A hipótese da Floresta Negra, citada pela primeira vez nos livros de ficção científica do autor Liu Cixin, é influenciada pelo Paradoxo de Fermi e tornou-se uma ideia comentada por diversos cientistas ao redor do mundo. No paradoxo, Fermi aponta que a existência de extraterrestres é uma contradição, pois a humanidade já está na Terra há milhares de anos e ainda não encontramos nenhum tipo de vida fora dela.

Recentemente, o governo dos Estados Unidos revelou que conta com uma equipe de especialistas para estudar o fenômeno OVNI.Recentemente, o governo dos Estados Unidos revelou que conta com uma equipe de especialistas para estudar o fenômeno OVNI.Fonte:  Getty Images 

Na hipótese, é como se o espaço fosse uma floresta escura e amedrontadora, repleta de predadores que estão à espreita, esperando uma oportunidade para atacar. Por isso, a teoria pode explicar por que não entramos em contato com nenhum tipo de vida alienígena, já que todas elas estariam se escondendo na floresta.

A tecnologia pode ser diferente

Apesar da atual tecnologia oferecer incríveis benefícios aos seres humanos, uma das grandes possibilidades é que ainda não exista nenhum instrumento capaz de possibilitar o contato com uma civilização extraterrestre. Por exemplo, talvez eles estejam mais longes do que podemos alcançar, ou talvez eles utilizem uma rede de comunicação a partir de outra tecnologia totalmente diferente.

Uma das teorias é que os extraterrestres sejam um tipo de inteligência artificial avançada; então, talvez eles não sejam biológicos. Nesse caso, seria ainda mais difícil encontrar uma resposta, pois os cientistas estão acostumados a buscar por registros biológicos que apontam para a possibilidade da vida — conforme estudado no exoplaneta K2-18 b.

O espaço é gigantesco

A maioria das buscas, de vida fora da Terra é concentrada em áreas relativamente próximas do Sistema Solar, e isso pode ser um dos motivos para ainda não termos descoberto nenhuma evidência concreta. 

Afinal, não estamos buscando nos lugares mais longes do cosmos. Felizmente, as tecnologias continuam evoluindo e, algum dia, poderemos confirmar se eles realmente existem.

Muitos cientistas não acreditam na existência de alienígenas, mas outros afirmam que não há como descartar essa possibilidade.Muitos cientistas não acreditam na existência de alienígenas, mas outros afirmam que não há como descartar essa possibilidade.Fonte:  GettyImages 

“Estatisticamente falando, cada estrela tem um ou mais planetas ao seu redor. Isso implica a existência de dezenas de milhares de milhões de mundos potencialmente habitáveis apenas na nossa galáxia. Então, de fato, a probabilidade estatística de estarmos sozinhos no Universo é zero. Certamente existe vida além da Terra! Existem inúmeras variáveis, todas as quais estamos tentando descobrir nas ciências da astrobiologia, ciência planetária, astronomia e astrofísica”, disse o presidente e CEO do Instituto Busca por Inteligência Extraterrestre (SETI), Bill Diamond, ao site Space.

A vida talvez não seja como conhecemos

Durante a maioria do tempo, os cientistas buscaram por evidências de extraterrestres baseadas nas características de formação da vida como a conhecemos.

Contudo, talvez a vida alienígena seja diferente do que imaginávamos; por exemplo, os astrobiólogos sabem que seria possível existir vida baseada em silício, um elemento totalmente diferente do carbono que nos permite respirar diariamente.

Existem muitos planetas como a Terra

Planetas rochosos são constantemente descobertos no espaço, em regiões com milhões de anos de distância da Terra. Assim como os próprios planetas, as estrelas também são objetos celestes de extrema importância para possibilitar as raras características que permitem a vida. Até algum tempo atrás, os cientistas pensavam que não existiam planetas com condições semelhantes à Terra, mas isso foi provado o contrário.

Nos últimos anos, os dados provaram que os planetas rochosos são muito mais comuns no universo do que se imaginava; inclusive, já foram encontrados alguns candidatos que podem oferecer condições semelhantes à Terra — pelo menos em algumas características importantes.

Gostou do conteúdo? Então, fique por dentro de mais curiosidades sobre extraterrestres aqui TecMundo. Se desejar, aproveite para entender qual é o melhor lugar do Sistema Solar para encontrar vida extraterrestre.



Source link