A catástrofe ambiental que atingiu o Rio Grande do Sul em maio deixou um saldo de incontáveis prejuízos para toda população do Estado e, também, uma série de desafios – sobretudo para quem precisa encontrar formas de se recuperar para superar a tragédia. Imbuído dessa missão, o Fórum Mulher Empreendedora Gaúcha (FMEG) programou uma edição extraordinária que ocorre no dia 26 de junho, em Brasília (hotel Royal Tulip Brasília Alvorada). O propósito é unir forças para acolher e impactar o maior número de empreendedoras de comunidades afetadas pelas chuvas no RS. “É essencial reconhecer e apoiar o empreendedorismo feminino como parte integrante da resposta e recuperação, oferecendo recursos financeiros, capacitação, assistência técnica e outras formas de suporte”, diz a presidente do fórum, Tânia Cruz Costa.
 

O programa combina palestras voltadas à inspiração e motivação, passando por áreas como empreendedorismo social e sustentável; acesso a mercados globais e financiamento e políticas e iniciativas governamentais para as cidades. Entre os nomes confirmados estão Jaqueline Rodrigues Joy, mentora e treinadora de equipes; Gisele Ferreira, Secretária da Mulher do Distrito Federal; Lauren de Vargas Momback, presidente da Junta Comercial do RS; Rose Rainha, diretora superintendente Sebrae DF; Deise Nicoletto, fundadora e CEO do Impact Hub Brasília; Daiane Wolff, fundadora da Gaúcha Prendada e Adriana Vieira Lara, deputada estadual do RS (veja programação detalhada abaixo).
 

Os trabalhos iniciam às 13h30 e seguem até às 18h, com temas que vão da saúde como inspiração e motivação, passando pelo debate sobre o empreendedorismo social e sustentável, até o acesso das mulheres empreendedoras aos mercados globais e financiamentos e as políticas governamentais voltadas às mulheres empreendedoras. “Nascemos para ativar negócios, conectar grandes marcas e ser inspiração para outras mulheres. Queremos contribuir como catalisador para o crescimento econômico e a diversidade de ideias que enriquecem a nossa sociedade. Juntas, vamos reconstruir nosso Rio Grande do Sul. É hora de fomentar e fortalecer nossas empreendedoras”, valoriza Tânia Costa.

Inspiração e orientação

Quem participar do Fórum será surpreendido por um show de berrante no palco do hotel Royal Tulip Brasília Alvorada – é o que promete uma das mais aguardadas palestras da programação, ministrada pela empreendedora e treinadora de equipes, Jaqueline Rodrigues Joy. Especialista no que ela define como “a sevirologia”, ou o poder de se virar para fazer acontecer, fez com que ela, por exemplo, de proibida inclusive de aprender a tocar o berrante, visto como algo exclusivamente masculino e rural, se tornasse, entre diversas atividades, uma professora de berrante. “A busca do sim”, ou como Jaqueline define: “do próprio sim”, será apresentado como exemplo para mulheres que empreendem e, no caso do Rio Grande do Sul, encaram agora o desafio de se reerguer.
 

Outro tema de destaque será apresentado pela deputada estadual gaúcha Adriana Vieira Lara, primeira representante da Campanha Gaúcha na Assembleia Legislativa. Foi dela a iniciativa que resultou no Programa Estadual Mulheres Chefes de Família Empreendedoras, recentemente aprovado na Assembleia Legislativa e sancionado pelo Governo do Estado no começo deste ano. O programa inovador disponibiliza linhas de crédito para mulheres que lideram seus lares terem a oportunidade de empreender e se desenvolver economicamente. O tema dialoga diretamente com os objetivos do Fórum Mulher Empreendedora Gaúcha, que surgiu com o intuito de promover um ambiente inclusivo, que celebre o empreendedorismo, levando conteúdo e oportunidades para as mulheres.
 

O Fórum Mulher Empreendedora Gaúcha (FMEG) – Edição Extraordinária Brasília cumpre, ainda, outro objetivo social, que é o de arrecadar recursos para a causa das mulheres empreendedoras de comunidades vulneráveis que perderam sua principal renda. Tudo o que for angariado no dia 26 de junho serão destinados ao Avança Mulher Empreendedora, programa do Governo do Estado do RS lançado neste ano em parceria com a Junta Comercial, Industrial e de Serviços do Rio Grande do Sul (Jucis-RS) e priorizará 23 municípios incluídos no programa RS Seguro COMunidade. “A Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul – JucisRS – apoia e agradece a ação social promovida pelo Fórum Mulher Empreendedora Gaúcha, que tem como propósito reconstruir a vida profissional destas mulheres. É de extrema relevância dar incentivo para que todas empreendedoras possam reerguer seus negócios, após o estado do RS enfrentar as consequências da maior tragédia climática de sua história”, diz a presidente da Junta Comercial do RS, Lauren de Vargas Momback,

Os ingressos já estão à venda a partir de R$ 180 pelo Sympla