O mês de maio é mês das mães, mas também de celebração do aniversário de 1 ano de publicação de histórias do Projeto Superar e Ser Feliz na revista Linha Aberta. O projeto compilou, com grande sucesso, no decorrer desses doze meses, vários relatos de mulheres que compartilham experiências de sofrimento e superação para inspirar as leitoras da revista. Caso você queira saber mais sobre este projeto, acesse o site www.superareserfeliz.com.Para comemorar as duas datas especiais, o Projeto traz uma história emocionante de uma mãe solteira que passou por diversas adversidades desde bem jovem e prova que, com muita resiliência, é possível sobreviver os percalços da vida e ressignificar a dor. Quem conta a história de superação e ressignificação de traumas deste mês é Bruna Aragão.

Quem é Bruna aragão Barros?
A terapeuta integrativa Bruna Aragão trabalha com aromaterapia, fitoterapia, florais de Bach, metafísica, cristaloterapia e é mestre em Reiki. Além disso, ela facilita workshops dos níveis 1 e 2 esporadicamente. Ela tem satisfação em facilitar encontros de mulheres, auxiliando no processo de expansão da consciência, transformação de vida, autoconhecimento e empoderamento feminino, ajudando cada uma a reconhecer suas potencialidades e resgatar a “deusa” que habita nelas. Com os desafios que foram se apresentando durante sua jornada, ela foi se aprofundando em temas de autoconhecimento, técnicas de cura, auto-observação, percebendo a necessidade do autocuidado e do amor próprio. Bruna criou uma linha de cosméticos terapêuticos naturais e veganos chamada @_Bio.B.

História de Bruna Aragão Barros
A vida de Bruna Aragão Barros é uma história marcada por desafios desde a adolescência. A perda de entes queridos, incluindo sua avó materna, avô e mãe, foi o início de uma jornada de superação que moldaria sua força e resiliência. Cada perda deixou uma marca profunda, preparando Bruna para enfrentar os desafios futuros. A morte prematura de sua mãe, aos 47 anos, foi especialmente difícil, deixando um vazio que Bruna lutou para preencher.
Após anos morando nos Estados Unidos, uma intuição forte a levou de volta ao Brasil, onde enfrentou outra tragédia com a morte repentina de sua mãe. A fragilidade da vida se tornou evidente, levando-a a uma profunda reflexão sobre a existência humana.

O luto pela perda de sua mãe foi interrompido pelos desafios de ser mãe e enfrentar uma gravidez de risco. A descoberta de verdades dolorosas durante esse período trouxe à tona uma dor profunda e uma luta para manter-se firme pelo bem-estar de seu filho. A separação de seu marido trouxe mais desafios, mas também uma oportunidade de crescimento pessoal. Bruna encontrou apoio em práticas terapêuticas e espirituais, buscando ressignificar suas experiências e encontrar força em meio à adversidade.

Hoje, Bruna é mãe solteira de Zion, um menino que trouxe luz e alegria à sua vida. Sua jornada de superação é um testemunho de sua resiliência e determinação em enfrentar os desafios da vida.
À medida que ela continua sua jornada, Bruna inspira aqueles ao seu redor com sua coragem e sua capacidade de encontrar significado mesmo nas experiências mais difíceis. Sua história é um lembrete poderoso de que, mesmo nos momentos mais sombrios, há sempre esperança e oportunidade para crescer e prosperar.

SUPERAÇÃO
A vida de Bruna Aragão Barros foi marcada por desafios que a levaram a buscar dentro de si mesma e em diversas práticas o caminho para a cura e o autoconhecimento. Após perder seus avós e, mais tarde, sua mãe, Bruna encontrou conforto na literatura e na reflexão sobre o sentido da vida. Através de seu próprio processo de análise e busca por significado, ela encontrou respostas valiosas para lidar com sua dor. Em meio à separação e à maternidade, Bruna experimentou diversas técnicas de cura, como o Reiki e o Thetahealing, que a ajudaram a reconectar-se com sua essência e a encontrar equilíbrio emocional.

Bruna aprendeu sobre o perdão e a evolução pessoal, reconhecendo a importância de aceitar as próprias falhas e seguir em frente. Explorando práticas ancestrais e terapias alternativas, Bruna descobriu o poder da mente na cura e na regeneração, fortalecendo sua conexão com o universo e encontrando paz interior. Por meio de sua jornada de autoconhecimento e cura, Bruna inspira outros a enfrentar seus próprios desafios com coragem e determinação, mostrando que é possível encontrar luz mesmo nos momentos mais sombrios.

Ressignificando tudo
É a própria Bruna quem explica: “Dei a luz a um projeto chamado Resgate da Deusa que abre um espaço seguro de fala para nós, mulheres, expressarmos nossas dores e traumas, nos acolhermos, nos identificando umas com as outras para podermos olhar para nossas sombras e curar. Empoderando mulheres com o sagrado feminino, a voltarem a se amar, a se cuidar, a enxergarem elas mesmas como pessoas mais importantes das próprias vidas; com diversas ferramentas de auto conhecimento e curas integrativas.

Durante os 4 dias de retiro, vamos cuidando de cada camada para sairmos dali entendendo a nossa força e entender que somos o portal da vida e que somos co-criadores de nossas vidas e seremos nossas principais aliadas! Também criei um projeto durante a pandemia com meu amigo, João Guilherme, que se chama Compartilhando o Bem, que faz ações mensais de combate à fome em bairros carentes em Brasília e chegamos a fazer alguns projetos de conscientização para diminuição de violência com crianças.

Iniciei também um projeto que se chama Brasília Holística, que reúne mais de 80 modalidades de terapeutas e técnicas holísticas em um dia a cada semestre, com valor social para cada pessoa entender melhor as terapias e escolherem a que mais vai beneficiá-la naquele momento.

O Sagrado feminino é um movimento de despertar, cura, conexão e empoderamento de mulheres. É permitir que a mulher, e não só ela, mas ambos os sexos, despertem em seu interior a energia feminina em seu potencial máximo. A união e formação de círculos de mulheres são necessários para o fortalecimento desse sagrado, da autoestima, da confiança, do dar e receber e da quebra das amarras e crenças limitantes, num movimento sagrado amparado no amor próprio e no amor entre irmãs.

Projeto Superar e Ser Feliz

O Projeto Superar e Ser Feliz, criado pela professora Anete Lobo, tem como foco ajudar pessoas que passaram ou estão passando por episódios de sofrimento e trauma a encontrar meios de superação para sua dor. A cada mês,uma mulher é selecionada para contar sua história de dor e superação, ajudando assim, outras pessoas que possam se motivar através de seus relatos.

O projeto dispõe de uma lista de recursos com recomendação de diversos profissionais da área de saúde mental, grupos de apoio, artigos, livros e vídeos com conteúdo para dar suporte aos interessados em encontrar superação. Basta acessar o website do projeto. Comentários, perguntas, sugestões podem ser enviados para o email superareserfeliz@gmail.com . Contato: Anete Lobo
Website: www.superareserfeliz.com

Parcerias:
Rosana de Rosa – Life Coach e Terapeuta
Rosali de Castro Aguiar – Psicóloga, Advogada, Mediadora e Consteladora Familiar Sistêmica
Flavia Duarte – Fundadora do Projeto Flavia Se Cuida
Wanessa Surdine – Personal da Mente

Anete P. Lobo
Criadora do Projeto Superar e Ser Feliz – superareserfeliz@gmail.com