30 de abril de 2024, 3h48 horário do leste dos EUA

Os manifestantes da Universidade de Columbia marcharam pelo campus e ocuparam um prédio depois da meia-noite de terça-feira, horas depois de a universidade ter começado a suspender estudantes que não conseguiram deixar um acampamento pró-palestiniano.

Os manifestantes começaram a marchar pelo campus sob gritos de “Palestina livre” depois da meia-noite. Em 20 minutos, alguns tomaram o Hamilton Hall, um edifício que tem estado no centro dos protestos no campus desde a década de 1960. Um porta-voz da Columbia não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

As universidades têm lutado para conter os protestos em todo o país há mais de uma semana. Eles estão tentando equilibrar os direitos de liberdade de expressão e, ao mesmo tempo, limitar as interrupções nos campi.

Terça-feira promete ser mais um dia tenso na Columbia. Os estudantes estão a preparar-se para possíveis novas ações contra o acampamento pró-Palestina no campus, e os administradores estão à espera para ver se a sua decisão de suspender os manifestantes que permaneceram no local irá atenuar o protesto.