A intervenção fisioterapêutica assume uma posição fundamentada na ciência para enfrentar a dor aguda decorrente da hérnia de disco. Estudos clínicos destacam a eficácia de abordagens específicas, como exercícios terapêuticos direcionados, que visam fortalecer a musculatura estabilizadora da coluna vertebral e melhorar a mobilidade segmentar.

A manipulação vertebral realizada também demonstrou significativa redução da dor e melhora na função em pacientes com hérnia de disco. A abordagem baseada em evidências destaca a importância da individualização do tratamento, considerando a gravidade da hérnia, as características clínicas do paciente e suas necessidades específicas.

Além disso, técnicas de alongamento e liberação miofascial têm sido associadas à diminuição da compressão nervosa, proporcionando alívio sintomático. A instrução do paciente sobre posturas adequadas no dia a dia e modificação de atividades é outra faceta crucial para prevenir recorrências e promover a recuperação a longo prazo.

Dessa forma, a fisioterapia, ancorada em pesquisas científicas, emerge como um pilar essencial no manejo da dor aguda associada à hérnia de disco, contribuindo para uma abordagem holística e eficaz no tratamento dessa condição.

Dr. Elexsandro Araújo 

Fisioterapeuta 

CREFITO 214501-F