Sebrae
Lytron
sensus
Census
My Partner

Galerie Dior, o mais novo Museu de Paris

A maison Dior inaugurou um novo museu em Paris, a Galerie Dior, que em forma de exibição permanente, é um dos pontos altos do turismo fashionista. E fomos conferir in loco o novo museu da Dior em Paris. Um luxo, com um acervo maravilhoso. Além de oferecer uma verdadeira aula de moda, a Galerie Dior é um show de moda e beleza. É impossível sair de lá sem se apaixonar pela Dior. Quem já é fã da maison vai embora gostando ainda mais.

GALERIE DIOR

Com uma narrativa cenográfica única, a Galerie Dior incorpora o espírito da alta-costura parisiense, ao mesmo tempo em que perpetua a memória desse endereço histórico, exibindo looks, esboços originais e documentos do arquivo, além de acessórios e peças excepcionais, muitos dos quais expostos pela primeira vez.

A Galerie Dior está localizada na Rue François que fica próxima à loja principal da marca, na famosa Avenue Montaigne. Passou por uma reestruturação durante dois anos e meio, acompanhada de novos points, como um restaurante e um café, além da galeria.

O museu é extraordinário. Para contar quem foi Christian Dior, expõe fotos lindíssimas. Há imagens do francês ainda pequeno, em registros especiais da infância, com direito a uma árvore genealógica. Há detalhes como fotos dos pais e das irmãs do estilista, de onde eles moravam, além da empresa onde trabalhava o pai.

Depois, também é abordada a história de Christian Dior como couturier, antes de fundar a própria marca. Ele trabalhou em outras grifes, como Piguet e Lucien Lelong. Jovem, ele fez parte de diferentes equipes.

Podemos olhar fotos até de jornal parisiense no dia em que Christian Dior faleceu: 24 de outubro de 1957. Inclusive, a exposição aprofunda em fatos que aconteceram antes e depois do falecimento.

A magnífica Galerie Dior conta não somente a trajetória da vida de Christian Dior, mas também a história marcante da marca fundada por ele. É claro que não poderia faltar a parte do nascimento da label na Avenue Montaigne. Uma oportunidade incrível para entrar de verdade na história da grife.

Não posso deixar de citar que o New Look está presente na galeria. A história da criação da peça icônica é evidenciada. A silhueta Femme Fleur (mulher-flor, em tradução) foi revelada em 1947 e revolucionou a moda, sobretudo após a Segunda Guerra Mundial.

Cada sala é um universo, com direito a partes com foco em sons e movimentos. No ambiente de audiovisual, são exibidos vídeos de costureiros. As cores e iluminações de cada recinto variam.

Entre os espaços conceituais de La Galerie, divididos em andares, há uma área destinada exclusivamente a bordados. Também vale reparar em salas com calçados, luvas, joias, chapéus e perfumes.

CENÁRIOS DA EXPOSIÇÃO PERMANENTE DA GALERIE DIOR EM PARIS. NO DESTAQUE, A FAMOSA JAQUETA BAR E A FOTO DE CHRISTIAN DIOR

Com o minucioso trabalho de Nathalie Crinière, curadora de retrospectivas da Dior, foram reunidos arquivos exclusivos. A Galerie Dior contempla designs de todos os diretores criativos que já passaram pela maison.

Por meio de peças de vestuário, são mostrados exemplos de feitos deixados pelos designers Yves Saint Laurent (de 1957 até 1960), Marc Bohan (de 1960 a 1989), Gianfranco Ferrè (de 1989 a 1997), John Galliano (1997 a 2011) e Raf Simons (de 2012 até 2015). É claro que são expostas peças criadas por Maria Grazia Chiuri, a atual estilista que comanda a marca.

No entanto, a Galerie Dior não fica apenas em fatos e valores históricos, mas também claramente tem um trabalho minucioso de marketing e de branding. São homenageadas as múltiplas fontes de inspiração da casa Dior. Do esplendor dos jardins à sofisticação dos bailes, da beleza dos gestos das petites mains às afinidades artísticas, cada espaço evoca uma das muitas facetas do inestimável património, incluindo o perfume Miss Dior, que o a maison Dior valorizou desde a sua fundação e continua a enriquecer. Para tickets e saber mais sobre o museu, visite o site www.galeriedior.com.

Share

Related posts