Sebrae
Census
sensus
My Partner
Lytron

China abre as portas a turistas internacionais

É cada vez mais fácil viajar para a China. O período de quarentena obri­gatório para quem se deslocar desde o estrangeiro foi agora reduzido de 21 dias para apenas sete. As novas regras anunciadas pela Comissão Nacional de Saúde chinesa são a mudança mais significativa nas restrições impos­tas a visitantes internacionais.

As medidas estavam a ser testadas desde o início do mês em Pequim e nas províncias de Hubei, Zhejiang e Jiangsu. Agora, alargaram-se a todo o país. O período de quarentena deve ser cumprido em instalações designa­das pelo Governo. Se a opção for uma casa particular, são acrescidos mais três dias de isolamento.

Nos últimos dias, as autoridades da aviação garantiram que o número de voos internacionais irá aumentar e que estão a ser levadas a cabo conversa­ções com vários países para ampliar o número de rotas.

Os voos para a China continuam, no entanto, sujeitos à política do “cir­cuit breaker” (‘interruptor’). Ou seja, quando são detetados cinco ou mais casos de covid a bordo, a ligação é suspensa por duas semanas.Caso haja dez ou mais casos, a suspensão é de um mês.

A China, recorde-se, tem as fronteiras praticamente fechadas desde março de 2020, aquando do início da pande­mia de covid-19, e adota a chamada estratégia ‘zero casos’.Além dos es­trangeiros, o regime de Pequim passou ainda a autorizar viagens de cidadãos nacionais dentro do território chinês.

Share

Related posts