Lytron
Sebrae
Census
My Partner
sensus

Rainha Elizabeth II celebra 70 anos de reinado

A rainha britânica Elizabeth II completou a marca de 70 anos de reinado, sendo a mais longeva monarca na história do Reino Unido (que inclui hoje Inglaterra, Gales, Irlanda do Norte e Escócia). Elizabeth II se tornou rai­nha aos 25 anos de idade, em 6 de fevereiro de 1952, mesmo dia da morte de seu pai, o rei George VI, que faleceu de um câncer de pulmão.

A coroação da rainha aconteceria um ano depois da morte do pai, em 1953. Philip teve a ideia de transmitir a cerimônia pela televisão, que ganhava espaço na época, aproximando a família real da população. Assim, Elizabeth teve a primeira coroação televisionada da história. Este ano a rainha está celebrando seu Jubileu de Platina e para comemorar os 70 anos da matriarca da Família Real no trono britânico e o Palácio de Buckingham tem uma série de eventos comemorativos.

A data é histórica. A Elizabeth II é dona da coroa inglesa completou 70 anos de reinado. A rainha é segunda da história a ter reinado por mais tempo e pode se tornar a monarca a reinar por mais tempo no mundo.

A monarca britânica ultrapassou o Príncipe Johann II de Liechtenstein, que faleceu ten­do reinado por 70 anos e 91 dias. O rei da Tailândia Bhumibol Adulyadej governou por 70 anos e 126 dias. Para a britânica chegar em primeiro lugar faltam alguns anos. O monarca com o reinado mais duradouro foi o rei francês Louis XIV que reinou por 72 anos e 110 dias.

E a rainha tem história e sua fama é inter­nacional. Mas a monarca tem seus desafios. Embora Elizabeth II seja atualmente uma das figuras mais populares do mundo e respeitada entre os suditos no Reino Unido, a família real terá o desafio de seguir se reiventando nas próximas décadas.

O primeiro na linha sucessória do trono é Charles, hoje aos 73 anos. Depois, vem seu filho, William, ele próprio já com 39 anos. A seguir, conheça os fatos mais marcantes da vida e do reinado de Elizabeth II.

A RAINHA NASCEU COM O NOME DE ELIZABETH ALEXANDRA MARY, EM LONDRES, NA INGLATERRA. EM 1926. NA INFÂNCIA
E AO LONGO DA VIDA, GANHOU O APELIDO DE “LILIBET”. HOJE COM 95 ANOS. ELA FOI COROADA RAINHA AOS 25 ANOS, EM 1953.

A coroação da rainha Elizabeth II do Reino Unido aconteceu em 2 de junho de 1953 na Abadia de Westminster em Londres. Ela subiu ao trono aos 25 anos de idade após a morte de seu pai, Jorge VI, em 6 de feverei­ro de 1952, sendo proclamada rainha pelo conselho privado e executivo no dia 8 de fevereiro do mesmo ano.

A coroação ocorreu pouco mais de um ano após a ascensão de Isabel II por conta da tradição de guardar o luto pela morte do monarca anterior, também dando tempo adequado aos comitês de planejamento para preparar a cerimônia.

Um dos grandes desafios da Rainha Eli­zabeth II foi superar as desconfianças no período em que o pais precisava de forte liderança para a longa reconstrução exigida pelo pós-guerra. Mesmo considerando que a rainha da Inglaterra não detém poder po­lítico, ela pode ter grande influência sobre os destinos do país.

Embora seja comum se referir ao ocupante do trono britânico como rei ou rainha da Inglaterra, o título é bem mais abrangente. Ao assumir a coroa real, Elizabeth II se tornou rainha do Reino Unido e outros países, Exemplos: Canadá, Austrália, África do Sul, Jamaica, Barbados, Nova Zelândia, Paquistão, entre outros. Tornou-se também chefe da Commonwealth, formada por ex-colônias britânicas e que reúne 53 países.

 

HISTORIA E VIDA

Em 21 de abril de 1926, nascia Elizabeth Alexandra Mary, em Mayfar, Londres. Ela é a primogênita do Duque e da Duquesa de York, na época, a terceira na linha de sucessão do trono britânico. Nos primeiros dez anos de vida, teve uma experiência relativamente mais livre e normal do que outras crianças nobres. Já que ainda não consideravam que um dia ela seria a rainha, apesar de ser a herdeira presuntiva.

Tudo mudou quando seu tio, o rei Edward VII, abdicou da posição por amor: seu obje­tivo era se casar com a socialite americana duas vezes divorciada, Wallis Simpson. O pai de Elizabeth então se torna o Rei Geor­ge VI e assume o trono do Reino Unido.

ROMANCE COM PHILIP

Em 1934, a Rainha Elizabeth II conheceu, Philip, seu primo de segundo e terceiro grau, então Príncipe da Grécia, que morava na Inglaterra desde criança. No início da Se­gunda Guerra Mundial, os dois começaram a trocar cartas amigáveis, quando tinham 13 e 18 anos, respectivamente. Ele serviu como soldado britânico no conflito e du­rante este período, se viram algumas vezes. Após a guerra, ambos, já maiores de idade, expressaram a vontade de se casarem. É dito em diversas ocasiões que Elizabeth nunca teve olhos para outra pessoa.

Da união de Philip e Elizabeth nasceram quatro filhos: Charles, o Príncipe de Gales e herdeiro do trono, a Princesa Real Anne, o Duque de York Andrew, e Edward, Conde de Wessex. O Príncipe Philip, morreu no dia 9 de abril de 2021, aos 99 anos. Com a saúde abalada desde 2017, o Duque de Edimburgo passou por internações e cirurgias nos últimos anos. A última aconteceu ainda no mês de fevereiro, em 2021, por conta de uma infecção. Após deixar o hospital, manteve-se no Castelo de Windsor, até o dia de sua morte.

EM 2020, A FAMÍLIA REAL BRITÂNICA DIVULGOU UMA FOTO COM A LINHA DE SUCESSÃO BRITÂNICA. NELA, A RAINHA ELIZABETH II APARECE COM SEU FILHO CHARLES, O PRÍNCIPE DE GALES, O NETO WILLIAM, DUQUE DE CAMBRIDGE, E O BISNETO, O PRÍNCIPE GEORGE, QUE TINHA SEIS ANOS. A FOTO FOI DIVULGADA PELO PERFIL OFICIAL DA FAMÍLIA REAL BRITÂNICA.
REPRODUÇÃO: INSTAGRAM/FOTÓGRAFO RANALD MACKECHNIE.

PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA GUERRA

Um dos momentos bem conhecidos e destacados da vida de Elizabeth foi a sua participação na Segunda Guerra como voluntária do Auxiliary Territorial Service. Esse era um grupamento de mulheres que se voluntariaram no exército britânico e fa­ziam funções variadas. Ele recebeu treina­mento como motorista e como mecânica.Quando os Aliados venceram a Segunda Guerra Mundial, Elizabeth II tinha 19 anos. Seus biógrafos relatam que, no dia da vitória na Europa, ela e sua irmã saíram às ruas de Londres para celebrar a derrota dos nazistas. Durante todo o período da Segunda Guerra, Elizabeth trocou cartas com o homem que se transformou em seu marido, o príncipe Philip.”

SUCESSÃO DO TRONO BRITÂNICO

A linha de sucessão ao trono britânico é determinada por descendência, gênero, legitimidade e religião. Sob o direito co­mum, a Coroa é herdada pelos filhos de um soberano pela linha colateral mais próxima de um soberano sem filhos.

A Declaração de Direitos de 1689, o Decre­to de Estabelecimento de 1701 e o Ato de Sucessão à Coroa de 2013 são as principais leis que governam a sucessão, as quais res­tringem que o trono só pode ser herdado pelos descendentes legítimos de Sofia de Hanôver que estão em “comunhão com a Igreja da Inglaterra”.

Casar-se com um católico anteriormente retirava um indivíduo da sucessão, porém este banimento foi abolido em 2015. Os protestantes descendentes dos desqualifi­cados por serem católicos são elegíveis.

O Trono do Soberano na Câmara dos Lordes, do qual o discurso é proferido na Abertura do Parlamento. Atualmente, a rai­nha Elizabeth II é a soberana e seu herdei­ro aparente é seu filho mais velho, Carlos, Príncipe de Gales. O Príncipe William será o próximo na linha de sucessão ao trono, e seu filho, o príncipe George.

Rainha Elizabeth planeja se aposentar em breve. Segundo o tabloide britânico Daily Star, os planos para a coroação do Príncipe Charles ao posto de rei já estão em anda­mento e a cerimônia deve acontecer no ano que vem. Em maio, ao divulgar uma carta em que reflete sobre o aniversário de sete décadas de reinado, a monarca deu sinais sobre a sucessão, porém sem dar uma data específica para isso.

Elizabeth II afirmou que terminado seu reinado passará a coroa para o filho mais velho, primeiro na linha sucessória, e surpreendeu ao revelar que Camilla terá o título de rainha consorte. Viva a Rainha, saúde, sabedoria e paz.

 

Share

Related posts