sensus
Sebrae
My Partner
Lytron
Census

Catar quer servir de modelo com estádios climatizados na Copa 2022

Tecnologia promete proteger jogadores de lesões, manter qualidade do gramado e até reduzir odores nas arquibancadas

Para muitos, o Catar é sinônimo de calor sufocante, mas os espectadores da Copa do Mundo de 2022 poderão sentir um pouco de frio nos estádios equipados com sistemas de climatização de última geração que, segundo seu criador, será a norma no futuro.

No verão, as temperaturas no Catar podem chegar aos 50 graus. Essa foi uma das razões pelas quais a escolha do país como sede do Mundial, anunciada pela Fifa em 2010, gerou polêmica. Até por isso a realização do torneio será entre novembro e dezembro.

Saud Abdulaziz Abdul Ghani trabalhou durante 13 anos para desenvolver esta tecnologia, que acredita ser a “mais sustentável possível” e deve proteger os jogadores das lesões, ajudar manter a qualidade do gramado e eliminar ou reduzir os odores corporais nas arquibancadas.

Estádios com ar condicionado não são uma novidade, mas o sistema desenvolvido por Ghani é “40% mais sustentável que as técnicas já existentes”, segundo os organizadores do Mundial.

O formato plano da construção impede a entrada do vento e permite a formação de uma bolha de ar refrigerado a cerca de 21 graus, desumidificado e purificado, através de pequenas aberturas de ventilação localizadas sob os assentos, assim como outras maiores colocadas junto ao campo de jogo.

O sistema foi também foi utilizado em um shopping a céu aberto em Doha e também em uma fazenda no Catar.

Share

Related posts