Census
Sebrae
sensus
Lytron
My Partner

Os destaques poderosos… Das Semanas de Moda

AS SEMANAS DE MODA DITAM AS TENDÊNCIAS E DURANTES OS DESFILES PODEMOS VER OS DES­TAQUES DE CADA LOOK . COMO SEMPRE, ACESSÓRIOS E LOOKS SÃO APRESENTADOS COMO LANÇAMENTOS DE TENDÊN­CIAS. E NAS APRESENTAÇÕES DAS COLEÇÕES DE OUTONO -INVER­NO 22/23 NÃO FOI DIFERENTE. E TEVE MUITO LOOK INUSITADO NAS PASSARELAS. E OUTROS QUE VOCÊ PODE INCORPORAR NO SEU GUARDA-ROUPA.

COURRÈGES

Peças de couro, minissaias e casacos volumosos serão as tendências favoritas da próxima temporada de inverno, segundo a Courrèges, que reinterpretou seus códigos sessenta e românticos, na passarela em Paris. Courrèges continua a fazer sucesso com o designer Nicolas di Felice, que trouxe de volta jaquetas de vinil e calças de couro, mas também a minissaia que ajudou o fundador da marca, André Courrèges, a se tornar mundialmente famoso na década de 1960. As minissaias agora não são em forma de trapézio, mas reduzidas a um pedaço de tecido justo, de cintura baixa, com cordões nas laterais para fechamento. Essa escassez de tecido contrasta com os casacos volumosos da empresa, com mangas bufantes, que o estilista combinou com botas altas de couro reforçado, como se estivessem usando joelheiras., conforme apresentado na foto. Sem falar nos ósculos oversized e tecnológicos, tendência nos desfiles de várias marcas nesta temporada.

BALMAIN

Os looks-armadura que são assinatura de Olivier Rouseing desta vez apareceram mesclando corsets e estruturas matelassadas com materiais mais delicados como renda. Vale ficar de olho também nas botas longuíssimas que são hit da temporada, que na Balmain surgem em versão também de matelassê, e com canos ainda mais altos. Em destaque o look que personaliza o estilo robotico e metalizado. Fantástico.

DIOR

Maria Grazia Chiuri apresenta sinergias entre o cinza sóbrio da Dior, os femininos vestidos de chiffon e jaquetas técnicas de motociclista, ombreiras de futebol e luvas protetoras de corrida., numa mistura de tecnologia e tradição. Havia passagens de ternos de saia com bainhas assimétricas, roupas de dia substanciais com tweeds xadrez e trincheiras dissecadas para adicionar a tudo isso, seguido de chiffon diáfano para a noite. Na foto, um cinto gigante marca a cintura da modelo.

VERSACE

As tendências que se destacaram nas passarelas italianas está o retorno do corset, que surgiu nas coleções de marcas como Fendi, Versace, Gucci e Ports 1961. Na Versace, os looks com o famoso corset troxeram lixo e poder com a mistura perfeita da terceira peça para completar o outfit. Na foto, e tendências da Semana de Moda: Ombros largos, o corset e a cor Veri Peri.

SAINT LAURENT

Para a coleção de outono/ inverno a Yves Saint Laurent trouxe os casacos que protagonizaram a noite de Anthony Vaccarello. Compuseram a coleção grandes modelos de pele falsa, casacos em estilo marinheiro e jaquetas de couro. Para criar essas peças, o diretor criativo se voltou para os arquivos dos anos 80 do próprio estilista Yves Saint Laurent. Outra referência ao fundador da casa foram as flores, usadas como broches presos em jaquetas e vestidos, dando um toque de romance à paleta de cores sombria da coleção, onde predominaram tons como o preto, marrom e marfim.

DIESEL

Disruptiva, sexy, fluida e divertida, a Diesel apresentou uma coleção dividida em quatro capítulos — denim; utilitário; pop e artesanal. Destaque para os jogos de ilusão de ótica e a energia das assimetrias. A marca ainda focou no contraste de diferentes materiais e texturas que saltam aos olhos. Neste look, a volta do total jeans look com detalhes de macramê. Super moderno.

Share

Related posts