Lytron
sensus
Sebrae
My Partner
Census

Agência internacional de energia atômica desmente que ucrânia desenvolva armas nucleares

A UCRÂNIA TEM QUATRO USINAS NUCLEARES, COM 15 REATORES, ALÉM DA ANTIGA CENTRAL DE CHERNOBYL

A Aiea (Agência Internacional de Energia Atômica) descartou que a Ucrânia esteja desenvolvendo armas nucleares, como alegado pela Rússia para justificar, entre outras motivações, sua invasão do país vizinho.

“Para nós, esta questão é muito clara. Não temos informações que ponham em dúvida as credenciais de não proliferação [nuclear] da Ucrânia”, disse o diretor-geral da entidade, Rafael Grossi, em uma entrevista coletiva em Viena, na Áustria, onde ela está sediada.

“Não temos informações sobre nenhum desvio de qualquer material ou atividades não declaradas para o desenvolvimento de armas nucleares [na Ucrânia]”. O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, disse que a ofensiva militar russa tem como um dos objetivos desarmar a Ucrânia e impedir que ela adquira armas nucleares.

“Não podemos permitir a presença de armas ofensivas na Ucrânia que ameaçam nossa segurança”, acrescentou o diplomata russo, de acordo com a agência de notícias russa RIA.

O Conselho de Governadores da Aiea realiza uma reunião extraordinária em Viena hoje e amanhã, com foco na situação das instalações nucleares na Ucrânia em meio à atual ofensiva russa.

Grossi advertiu no encontro sobre o risco de que um ataque deliberado ou não intencional a uma das quatro usinas nucleares e outras instalações atômicas do país possa causar um desastre.

Por outro lado, ele lembrou que “a Rússia repetiu que não tem planos de atacar instalações [nucleares]” na Ucrânia.

“Estou em contato com a Rússia, e esta questão é parte central de nossas conversas. Estou convencido de que isso [um ataque] nunca acontecerá”, enfatizou.

A Ucrânia tem quatro usinas nucleares, com 15 reatores, além da antiga central de Chernobyl, local do pior acidente atômico da história, em 1986.

Share

Related posts