Sebrae
sensus
Lytron
Census
My Partner

Conheça os Castelos do Vale do Loire

De Laine Furtado
@fashionandtravelreporter

CHATEAU D’ARTIGNY

Picture 5 of 5

O Vale do Loire na França é conhe­cido por seus castelos de contos de fadas e jardins impecáveis. São mais de 300 castelos esp­alhados pela região que desde 2000, é reconhecida como Patrimônio da Hu­manidade pela Unesco. Viajar pelo Vale do Loire é uma oportunidade única de conhecer alguns dos castelos mais belos da Europa e mergulhar em um mundo de contos de fadas.

A experiência de viajar pelas estradas do Vale do Loire e de parar para conhecer as cidadezinhas que vivem do turismo gerado pelas visitas aos castelos é muito interessante. Em nossoa viagem, tivermos a oportunidade de dormir num hotel castelo, o Chateau d’Artigny, que fica no centro da região do Vale do Loire. Simplesmente amazing.

São mais de 300 castelos, mas os mais famosos no Vale do Loire são Azay-le Rideau, Villandry, Chaumont-sur-Loire, Amboise, Chenonceau, Blois, Chambord e Cheverny. Nesta matéria, quero compartilhar a experiência de visistar os castelos de Cham­bord, Villandry e Chenonceau e de passar a noite num hotel castelo, o D’Artigny.

CHATEAU DE CHAMBORD

O Chateau de Chambord na região do Vale do Centro-Loire, é um dos dois castelos mais famosos do mundo devido à sua arquitetura renascentista francesa muito distinta que combina tradições medievais com estruturas italianas clássicas. Fizemos um programa no Youtube sobre ele no canal Fashion and Travel Reporter.

Neste Vlog, compartilho minha visita ao castelo, contando um pouco da história do Chambord, mostrando a arquitetura do cas­telo, momentos inusitados durante as filma­gens e até os erros de gravação. E como boa fashionista, para visitar o castelo, optei por usar uma capa super descolada da Zara que tem tudo a ver com o Chateau e acessórios para compor o look: bolsa da Louis Vuitton o óculos Givenchy.

O Chambord é o maior dos castelos do Loire, mas foi construído para servir apenas como pavilhão de caça para o rei Francisco I, que manteve suas residências reais no Château de Blois e no Château d’Amboise. Em 1840, foi inscrito na primeira lista de monumentos históricos do país e declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1981.

CHATEAU DE VILLANDRY

O Chateau de Villanfry faz parte do grupo de castelos do Loire que foram declarados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, como “Vale do Loire entre Sully-sur-Loire e Chalonnes”, em 2000. Super vale a pena a visita.

O Château de Villandry é um testemunho vivo da herança francesa. Quando Jean Le Breton adquiriu a propriedade de Villandry, o prédio era uma fortaleza medieval. A arquitetura defensiva foi reduzida, aberta e aprimorada com elementos de decoração renascentista.

No século 18, o Marquês de Castellane se mudou para Villandry e fez algumas mudanças importantes para transformar o edifício em uma casa acolhedora, brilhante e confortável que refletiu a arte de viver naquela época.

No final do século 19, a propriedade caiu em desuso e foi salva do abandono por Joachim Carvallo e Ann Coleman, que por sua vez realizou uma campanha de restauração para retornar ao seu estado renascentista. Henri Carvallo, atual dono de Villandry, está seguindo os passos de seus antepassados, ambos preservando esse patrimônio único e abrindo-o para os visitantes aproveitarem.

Os atuais jardins do Château de Villandry são o resultado de uma reconstituição paciente feita em 1906 pelo Dr. Joachim Carvalo de tábuas e textos antigos do arquiteto Jacques Androuet du Cerceau, em seguida, tratando de um jardim renascentista típico do século XVI.

CHATEAU DE CHENONCEAU

O Castelo de Chenonceau, situado no mu­nicípio de Chenonceaux, no departamento de Indre-et-Loire, 230 km a sudoeste de Paris e a 30 km de Tours, é uma das joias dos Castelos de Loire. Também chamado de Castelo das Damas por ter sido edificado, administrado e protegido por mulheres extraordinárias, Chenonceau foi construído em 1513 por Katherine Briçonnet, embelezado por Diane de Poitiers, favorita do francês Henrique II, e pela rainha Catarina de Médicis. E salvo durante a Revolução Francesa por Louise Dupin.

É um castelo excepcional por seus jardins, sua arquitetura, sua decoração e, sobretudo, sua localização, pois atraves­sa o Rio Cher (no qual é refletido!). Compõe-se de cerca de trinta salas, todas deslumbrantes. O vestíbulo de abóbodas desiguais; a grande Galeria, com 60 metros de comprimento, que passa sobre o rio; o gabinete verde, de onde Catarina de Médicis governou a França.

O quarto de Louise de Lorraine, decorado com um túmulo. Ou ainda as cozinhas organizadas dentro dos pilares do castelo com acesso direto ao rio para o abastecimento de mercadorias.

O castelo abriga um acervo de quadros excepcionais de grandes mestres – Le Tintoret, Nicolas Poussin, Le Corrège, Rubens, etc. – bem como uma seleção de Tapeçarias de Flandres do século XVI. Quanto aos jardins, os de Diane de Poitiers e de Catarina de Médicis ou ainda o labirinto, pontuam a visita ao castelo, exaltando a beleza dos jardins ao estilo francês.

CHATEAY D’ARTIGNY

Chateau d’Artigny ou Château Le Puy d’Artigny é um castelo francês localizado na comuna de Montbazon, no departamento de Indre-et-Loire, na região de Centre-Val de Loire da França. Foi neste castelo que passamos a noite e a experiência foi incrível.

A estrutura atual foi construída entre 1912 e 1928 para servir de residência ao perfumista François Coty. Desde o final dos anos 1950, o castelo foi convertido em um hotel.

Magnífica sala rotunda, o restaurante “L’Origan” dá-lhe as boas-vindas num ambiente requintado, digno do século XVIII. O Chef Hervé Guttin oferece um cardápio onde você pode ler o res­peito da tradição, a riqueza da terra e a curiosidade pela gastronomia mundial.

TIPS PARA VISITAR OS CASTELOS

Fazer a rota dos castelos do Valle do Loire é uma experiência maravilhosa e você pode escolher visitar entre 3 a 5 castelos, conforme sua disponibilidade de tempo. Muito legal de você puder dormir num castelo e ter a experiência de viver como os reis e rainhas da época.

Share

Related posts