sensus
Sebrae
My Partner
Census
Lytron

Somos páginas em branco que se imprime

DE GREGÓRIO JOSÉ LOURENÇO SIMÃO

O ser humano é uma máquina de inteligência incalculável e ilimitada. Muitos dirão, “puxa, que coisa fantástica”! Nada. Somos seres humanos e, por isto, podemos utilizar nossa inteligência para o bem. Assim, quan­do nascemos, temos a capacidade de aprender tudo, independentemente do que podemos imaginar.

O ser humano pode aprender tudo pelos sentidos de observar e repetir, observar e copiar, observar e imitar. Somos imitadores e, portanto, tende­mos a copiar aquilo que entendemos e tomamos como padrão real e verda­deiro.

E, o fato de sermos páginas em branco sendo escritas cotidianamente, então podemos ver escrita (ou impressa) aquilo que desejamos.

Mas, no entanto, precisamos com­preender que é preciso colocar nestas páginas em branco, fatos, ideias e compreensões impregnadas de coisas boas e inteligentes. Como fazê-lo? Ensinando! Fato simples e verdadeiro.

Como podemos ter pessoas capacita­das se não valorizamos os educadores das séries iniciais? Precisamos valori­zar estes profissionais, ter aqueles ca­pacitados orientando e trabalhando a nossa cognição como um todo, expan­dindo nossas mentes para o futuro.

Os pais, por sua vezes necessitam largar o TikTok, Instagram, Facebook de lado. Prestem a atenção nos filhos nas primeiras idades. Oriente, ensine, cante (se não sabe, coloque na caixa de som. Mas não é música sem conteúdo, mas compreensível); faça contas de matemática, ensine a criança a gostar de ler, de resolver problemas, de exer­citar a mente.

O que mais temos visto são pais alheios à vida dos filhos. Não con­versam, não ouvem, não falam nada sobre a vida e, depois, querem que, na escola, aprendam tudo e, ainda se acham no direito de intimidar os pro­fessores que cobram melhores desem­penhos dos alunos. Para alguns pais, irresponsáveis, é querer achar que têm direito de questionar os educadores ao exigirem que os seus alunos tenham melhores notas, sabendo aquilo que lhes é ensinado. Os pais não ensinam nada aos filhos e depois querem que sejam os mais dotados do mundo.

Como ter uma pessoa capacitada se o pai, ou a mãe, ou a avó enfiasse no sofá com a televisão ligada e fica rindo do que vê nas redes sociais e não pres­ta a atenção em nada.

Como deixar a pecha de País de analfa­betos funcionais? Estudar para apren­der, não passar de ano!

Share

Related posts