My Partner
Lytron
Census

Portugal vê nova onda de imigração brasileira após reabertura de fronteira

A reabertura das fronteiras entre Portu­gal e Brasil, em setembro, após um ano e meio de restrições relacionadas à pandemia da covid-19, vem estimulan­do uma nova onda de imigração ao país europeu.

Entidades que auxiliam imigrantes em território português relatam maior chegada de brasileiros e busca por in­formações sobre o processo de migra­ção. Dizem, ainda, que caiu o número de brasileiros procurando auxílio para voltar à terra natal.

As razões para isso, apontadas por brasileiros recém-chegados a Portugal entrevistados pela BBC News Brasil, incluem a escalada da crise no Brasil, uma vontade de melhorar sua quali­dade de vida e a familiaridade com a língua.

Além disso, o país possui uma legisla­ção nacional favorável à imigração. Diferentemente da maioria das outras nações europeias, Portugal permite a regularização com relativa facilidade daqueles que chegam como turistas (ou seja, sem visto), mas decidem viver e trabalhar em seu território.

Foi com essa possibilidade em mente que o auxiliar de enfermagem Uelber Oliveira, de 33 anos, se preparou para viver no país. Em Lisboa há cerca de três meses, chegou sem visto para pro­curar emprego e se instalar na cidade.

Portugal decidiu manter as fronteiras abertas para os turistas brasileiros até o dia 9 de janeiro de 2022.

Desde 1 de setembro de 2021, Portugal liberou a entrada de brasileiros para turismo (ou seja, viagens não essen­ciais) e vem renovando mensalmente o decreto que libera as fronteiras. No último dia 30 de novembro, o decreto foi novamente renovado, mas dessa vez até 9 de janeiro.

Os brasileiros podem entrar em Portu­gal, seja para turismo ou para morar, mas recomendamos estar sempre de olho nas notícias para verificar se houve mudanças. Diante de uma nova onda de Covid-19 na Europa, vários países têm implantado medidas restritivas para proteger a sua população do coronavírus.

Atualmente, Portugal está exigindo o teste negativo de Covid-19 para todo tipo de entrada no país: seja de cida­dãos, residentes ou turistas, vacinados ou não. Até então, os brasileiros que possuíam o certificado de imunização europeu eram isentos do exame, agora todos são obrigados a apresentar o teste negativo.

Share

Related posts