Lytron
My Partner

O sonho do americano da casa própria

De Eduardo Prugner
@eduardoprugner

O sonho, principalmente da classe média americana e dos próprios imigrantes que aqui se estabeleceram, é ter uma casa própria. Qual seria o significado deste sonho? Imaginar que terá a liberdade de escolher a casa dos sonhos, de poder fazer obras e decoração. Um fator preponderante é a estabilidade e a seguran­ça da família, como também a possibilidade da valorização do imóvel.

Uma grande lição deixada pelos antepassados: “o melhor investimento é ter a casa própria”. Mas comprar um imóvel quando a valorização em um ano chegou perto dos 30% ? Talvez para o investidor o período não seja favorável, mas para aquele que quer realizar seu sonho, pode ser uma oportunidade.

Por isso que muitos americanos, das mais diver­sas regiões, estão se mudando para a Flórida não só pelo clima, mas pelas condições oferecidas. O que está acontecendo? O porquê dessa inflação imobiliária?

A falta de matéria prima, inflação, falta de mão de obra e o aumento de juros. O próprio do aumento do aluguel e a demanda são fatores que inflacio­nam os valores dos imóveis. Mas mesmo assim é um bom momento para comprar a casa própria?

SE NÃO FOR AGORA, SERÁ QUANDO?

É bem verdade que comprar um imóvel é uma de­cisão financeira importante que envolve família, condições financeiras e o valor a ser dispendido, além da escolha do bairro e características do imóvel.

Por ser um grande investimento, requer um pla­nejamento e a participação de toda a família, onde o segredo está em saber economizar.

Cuidado com as indecisões que podem contribuir para que o pagamento do aluguel seja um ato continuado.

Na escolha do imóvel o conhecimento dos porme­nores irá permitir a continuidade no planejamen­to da compra.

Saber qual o valor médio dos imóveis e do adiantamento ou a entrada que será exigida. Normalmente gira em torno de 10% em relação ao preço do bem. Como não é um valor definido, o percentual pode variar de acordo com a pontua­ção de crédito (Credit Score) e para os imigrantes pode chegar até 50% o valor da entrada.

Taxa de juros é uma variante que normalmente é definida pelo histórico do Credit Score (histórico de crédito utilizado pela rede bancária america­na).

O CÁLCULO DA RENDA MÍNIMA INFLUENCIARÁ NA DECISÃO DO CRÉDITO

De posse dessas informações, definir o agente financeiro (Mortgage Broker). O Mortage Broker é um agente financeiro autorizado pelo Bancos e essencial no planejamento financeiro. Caberá a ele definir o DTI (Debt To Income Ratio) que é o quanto ganha em relação ao quanto gasta,fundamental na aprovação do crédito.

Tendo o Banco definido e o crédito semiaprovado, o próximo passo é decidir o imóvel e para isso é necessário contratar o corretor de imóveis (realtor).

O realtor passa a ser um credenciado a defender os interesses do comprador, tanto na busca pelo imóvel como no suporte de todo o processo da transação.

Na Flórida existe um site onde consta todos os imóveis que estão sendo comercializados e so­mente os corretores credenciados têm acesso.

SELEÇÃO E BUSCA DO IMÓVEL

A mobilidade às principais vias de acesso, assim como o bairro a ser escolhido é importante na escolha do imóvel. Além de outras características, como a proximidade de uma boa escola, a própria segurança local, atividades de comércio e a dis­tância do local de trabalho.

Tendo em mente “necessidades e desejos”, ater-se ao valor determinado pela “carta de pré-qualifica­ção”, documento este a ser fornecido pelo agente financeiro.

Com o corretor, marcar as visitas para conhecer os imóveis já previamente selecionados.

DECISÃO FINAL: A ESCOLHA DA CASA PRÓPRIA

Antes de tomar posse do imóvel, uma série de do­cumentos pessoais serão exigidos, dentre eles os documentos pessoais, que farão parte do processo de financiamento.

Boa compra e que Deus abençoe o novo lar.

 

Share

Related posts