Lytron
My Partner

Luiza Possi – A cantora brasileira fala sobre os desafios da segunda gestação

LUIZA POSSI FOTO: @MANOELAESTELLITAFOTOGRAFIA

Texto de ALETHÉA MANTOVANI
@aletheamantovani

Há quem diga que a segunda gravidez é bem mais fácil e tran­quila do que a primeira, afinal a gestante já está acostumada com os enjoos e vontades que são peculiares desta fase.

Porém, não foi o que aconteceu com a cantora Luiza Possi, 37 anos, que viveu uma situação diferente e até preocupante durante o sexto mês de gestação do seu filho Matteo, que deve nascer nos próxi­mos dias. Ela descobriu que estava com diabetes gestacional, que é um aumento nas taxas de glicemia do sangue, e isso a fez mudar alguns hábitos, principalmente alimentares.

A partir da nova condição, ela precisou ter um controle criterioso de tudo o que consumia, ou seja, se reeducar em relação à dieta e aos exercícios físicos que deveria praticar. Além disso, passou a fazer várias medições de glicemia, umas cinco por dia, e também a utilizar insulina.

LUIZA POSSI FOTO: @MANOELAESTELLITAFOTOGRAFIA

Antes de saber que estava com diabetes, Luiza conta que já vinha comendo bastan­te e tendo muita compulsão por açúcar. Porém, essa descompensação nos níveis de glicose veio devido a um problema hormonal, impulsionado pela quantidade de comida a mais que ela vinha consumin­do. “Eu tive muita compulsão por doces, muita! E o que mais me incomodou nesse período foi ter que fazer dieta” – afirma.

A cantora, que já tem o primogênito Lucca, de 2 anos, fruto do seu casamento com o diretor de TV Cris Gomes, contou durante a entrevista que cada gestação foi de um jeito e teve características bem específicas. “Durante a gravidez do Lucca eu sentia mais contrações” – diz. Além disso, ela des­taca que não pretende ter mais filhos, pois está satisfeita com a dupla de meninos.

Apesar dos cuidados e preocupações que Luiza viveu durante a sua segunda gestação, o momento foi também uma fase importante para a artista sair de uma fase depressiva que estava enfrentando devido à morte do seu pai, o músico Líber Gade­lha, vítima da Covid-19 em janeiro deste ano. Ela afirmou anteriormente que só conseguiu melhorar após descobrir a gra­videz, pois não tinha como ficar deprimida com uma vida batendo dentro de si.

Como mãe, a cantora conta que se vê como uma verdadeira leoa, sempre pronta a cuidar do seu pequeno. “Eu estou sempre atenta ao meu filho, à minha cria, estou sempre ao lado dele, o defendendo… Dou remédio se tiver que dar, faço o que tiver que fazer, sem tempo ruim” – enfatiza.

LUIZA POSSI COM O ESPOSO CRIS GOMES E O FILHO LUCCA FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Acompanhe a seguir a entrevista que Lui­za Possi concedeu à Linha Aberta.

 

LINHA ABERTA – Como foi a sua se­gunda gestação? Ela foi mais fácil ou difícil em relação à primeira? Por que?

LUIZA POSSI – Eu achei essa gesta­ção mais difícil por causa da diabe­tes gestacional, que impôs muitas regras alimentares e me fez ter muito controle de tudo o que eu comia. Além disso, eu precisei fazer muitas medições de glicemia, umas cinco por dia, e também utilizar insulina. Porém, durante a minha primeira gravidez, do Lucca, eu tive muitas contrações. Essas foram as peculiari­dades de cada uma.

LINHA ABERTA – Você teve en­joos, desejos ou compulsão por determinados alimentos? O que mais lhe incomodou durante esse período?

LUIZA POSSI – Eu tive muita com­pulsão por doces, muita! Eu chegava a comer várias sobremesas, pois eu queria mesmo tudo em quantidade. E o que mais me incomodou nesse período foi ter ficado de dieta por causa da diabetes gestacional.

LINHA ABERTA – Os cuidados redobraram nesta segunda gesta­ção devido ao fato de você ter tido diabetes gestacional? Como está sendo a sua dieta?

LUIZA POSSI – A minha dieta está sendo super restrita. Eu não posso comer nenhum carboidrato, ou seja, nada que vire carboidrato, nada que vire doce, açúcar. Está bem rigorosa mesmo! Eu tenho que medir a glice­mia o tempo todo. Mas, este controle também está sendo bom pois eu sinto que o meu organismo está mais “limpo” e que isso deve estar sendo bom para o bebê.

LINHA ABERTA – Você sentiu muitas mudanças em relação ao aspecto emocional durante este período? Teve oscilações de hu­mor?

LUIZA POSSI – Sim, eu senti bastante irritação na maior parte do tempo. Mas, eu consegui me conter (risos). Eu acho que durante a gravidez do Lucca eu senti ainda mais.

LINHA ABERTA – Você era adepta das atividades físicas antes da gravidez? Durante a gestação, pas­sou a fazer mais ou menos exercí­cios? O que foi recomendado para você?

LUIZA POSSI – Eu era adepta de mui­ta atividade física antes da gravidez, fazia eletroestimulação, musculação. Mas, nesta gestação, até por causa da pandemia, eu fiquei mais parada. Foi recomendado que eu fizesse mus­culação, mas eu estou mais parada mesmo.

LUIZA POSSI COM O FILHO LUCCA FOTO: ARQUIVO PESSOAL

LINHA ABERTA – Foi difícil manter os seus compromissos profission­ais durante a gestação? Como você driblava os sintomas peculiares desta fase?

LUIZA POSSI – Não foi difícil man­ter os compromissos profissionais porque eles foram poucos devido à pandemia. Mas, eu estou me virando bem entre as duas coisas. Agora no final é que cansou mais a barriga.

LINHA ABERTA – Como você se de­fine como mãe? O que a experiên­cia da maternidade trouxe para a sua vida?

LUIZA POSSI – Eu me vejo como uma mãe leoa, estou sempre atenta ao meu filho, à minha cria, estou sempre ao lado dele, o defendendo… Dou remédio se tiver que dar, faço o que tiver que fazer, sem tempo ruim.

LINHA ABERTA – Você pretende voltar logo com os compromissos de trabalho ou dar um tempo e ficar com os pequenos? Já existe algum projeto para essa próxima fase?

LUIZA POSSI – No próximo ano, eu completarei 20 anos de carreira, então vai ser uma data muito boa para a gente comemorar. E já tem muitos planos para acontecerem agora. Eu devo voltar aos palcos as­sim que a pandemia permitir.

LINHA ABERTA – Quais são as dicas que você dá para as mulheres grávi­das passarem pela gestação sem maiores intercorrências, ou seja, de um modo mais tranquilo?

LUIZA POSSI – Na gestação se dedique a gestar mesmo, saiba que você abre mão de ser uma pessoa para virar um lugar. Então, faça desse lugar o melhor do mundo para o seu filho habitar.

Share

Related posts