Lytron
My Partner

Como ajudar as crianças a lidar com o medo?

De Patricia Bernardon
@patricia.bernardon

Medo de escuro, de ficar sozinho no quarto, medo de monstros, ladrões, re­jeição social , separação dos pais… geralmente esses são os principais motivos para que uma criança sinta medo e tudo depende da fase em que ela está.

No entanto, o medo, na medida certa, tem o papel de nos proteger de possíveis riscos e ameaças à nossa sobrevivência. Sentir medo é absolutamente natural, em todas as fases da vida.

Na infância, como tantas outras coisas, é o momento em que os pequenos des­cobrem e conhecem esse sentimento. Isto ainda é algo novo e eles não sabem ao certo como lidar. Por esse motivo, a participação e o apoio dos pais é fundamental para tornar o processo, para a criança com medo, mais tranquilo e fácil de ser superado.

Como em tantas outra situações, o melhor caminho é o diálogo. Escute seu filho, esteja aberto para ouvir e con­versar sobre suas inseguranças. Mostre a ele que o medo que está sentindo é algo natural e que todos sentem ou já sentiram em algum momento da vida, inclusive você.

QUANDO PROCURAR AJUDA?

Algumas vezes, os medos comuns da in­fância podem persistir em maior medida, a ponto de influenciar na vida do seu pequeno.

Além disso, algumas crianças ainda podem desenvolver medos específicos e mais difíceis de serem superados, decorrentes de situações traumáticas que tenham vivido, como cair da bicicleta ou ser mordido por um cão.

Nesses casos, se as conversas e o apoio dos pais não forem suficientes para que a criança supere seu trauma de infância, é indicado que a família procure a ajuda de um profissional

Share

Related posts