Brasileiros tem conta do WhatsApp roubadas

Os ataques cibernéticos são uma constante há anos. Nos últimos meses várias quadri­lhas estão sendo formadas para roubar o número do WhatsApp das pessoas com o objetivo de pedir dinheiro ou para o roubo do número de WhatsApp dos amigos das vítimas. Recentemente, na Flórida, algumas pessoas tiveram seu número de WhatsApp roubado, incluindo a jornalista Laine Furta­do, editora da revista Linha Aberta.

Pesquisando sobre o assunto, a jornalista explica que a técnica invasor é bem clara: Geralmente, uma mensagem é enviada de um telefone de um amigo que foi “clo­nado” onde o invasor envia um link para você clicar e assim, ele consegue registrar o número de telefone da vítima no WhatsA­pp, uma que vez que se clica no código de verificação que é enviado via SMS, o telefone do WhasApp é clonado.

Geralmemte o fraudador diz que o link é para algo como participar de um grupo de comida fit, por exemplo. Com esse código, [o fraudador] coloca o código em outro dis­positivo onde está registrando o WhatsApp e com isso ele consegue ter o controle da conta da pessoa. A partir daquele momen­to, o que o invasor faz é habilitar imediata­mente a autenticação em duas etapas e a vítima fica sem o WhatsApp”, acrescentou.

Essa é uma das formas mais comuns de ata­car o WhatsApp. Mas há um segundo que também é observado em muitas ocasiões. Sequestrar a conta e clonar a linha usando a versão desktop do WhatsApp. Lembre-se que para ativá-lo você precisa do código QR. A vítima é instruída a escanear um códi­go QR por qualquer motivo.

A pessoa com seu telefone celular vai es­canear esse código que ela pode ter onde quiser. A vítima faz a varredura e a sessão vai ser clonada, e o fraudador terá acesso a todo conteúdo do WhatsApp da vítima. Os riscos são grandes e, por isso, cresce a necessidade de proteção às contas do WhatsApp.

SAIBA COMO SE PROTEGER

Aqui, damos quatro dicas de proteção de especialistas em segurança cibernética:

  1. VERIFICAÇÃO EM DUAS ETAPAS

Ative a verificação em duas etapas e forne­ça um endereço de e-mail caso o PIN seja esquecido. Do que isso se trata? Você deve ir até o menu “Configurações”, clicar em “Conta” e lá você verá “Verificação em duas etapas”.

Você terá que escolher um PIN de seis dígitos, que será solicitado sempre que você quiser registrar seu número em um novo dispositivo, além do código de verificação de SMS.

Depois de inserir seu PIN, o WhatsApp solicitará um e-mail caso você esqueça os seis dígitos e precise restaurá-los. O ideal seria ter a opção de colocar uma senha complexa em vez de um PIN, mas que essa verificação em duas etapas é fundamental, aliada a uma boa senha para que seu e-mail fique protegido.

  1. NÃO CAIA NA ARMADILHA DO QR CODE

Se alguém lhe pedir para fornecer um código escrito ou digitalizar um QR Code, há uma grande possibilidade de que seja uma fraude, explica o gerente da Kaspersky. “Você nunca precisa encami­nhar esse código ou contar a ninguém”, acrescenta Laine Furtado.

Devem ser usados scanners de QR Code seguros. “Antes de abrir um arquivo, o scanner informa o que é e dá a reputa­ção desse link, se é malicioso ou suspeito, e não fará uma ação automática para abrir a página”, explica.

  1. NÃO COMPARTILHE CÓDIGOS E TENHA CUIDADO COM AS PESSOAS COM QUEM VOCÊ COMPARTILHA O TELEFONE. A po­lítica do WhatsApp diz que você nunca deve compartilhar o código de registro (aquele que chega via SMS ao registrar a conta) ou o PIN de verificação em duas etapas com outras pessoas.
  2. OPÇÕES DE SEGURANÇA AVANÇADAS

Essas opções não salvam sua conta de um possível roubo, mas acrescentam eta­pas extras de segurança para questões relacionadas à privacidade. As opções de segurança avançadas no caso do WhatsApp são a verificação em duas etapas e o reconhecimento biométrico.

No caso dois, é preciso ir até as “Confi­gurações” do seu telefone. Selecionar “segurança e privacidade” e depois “bloqueio de aplicativos”. Uma vez aqui, o usuário poderá determinar um PIN de segurança que será solicitado nos aplica­tivos que decidir bloquear e também po­derá estabelecer uma pergunta secreta para redefinir o PIN caso o esqueça.

Share

Related posts