Lytron
My Partner

“2º Festival Mulheres+ do Audiovisual” tem exibição online e gratuita de mais de 50 filmes

“2º FESTIVAL MULHERES+ DO AUDIOVISUAL” TEM EXIBIÇÃO ONLINE E GRATUITA DE MAIS DE 50 FILMES ATÉ DIA 18 DE ABRIL. BASTA SE INSCREVER NO SITE WWW.INFF.ONLINE.

O INFF – Inffinito Film Festival apresenta, até o dia 18 de abril, o “2º Festival Mulheres+ do Audiovisual”, mostra digital e gratuita que vai exibir 56 filmes, entre longas e curtas-metragens, ficções e documentários, além de lives, debates, masterclasses e oficina de capacitação.

Parte das celebrações dos 25 anos do Inffinito Brazilian Film Festival, a mostra tem como objetivos reconhecer talentos femininos, jogar luz nas profissionais do setor, ampliar o debate sobre a importância de um espaço igualitário no mercado e também capacitar mulheres residentes no Rio de Janeiro para o mercado audiovisual.

TRÊS VERÕES

Fazem parte da programação documentários inéditos como Espero que Esta Te Encontre e que Estejas Bem, de Natara Ney, e Muribeca, de Alcione Ferreira; e outros premiados e relevantes produzidos entre 2021 e 2016.

Todas as produções poderão ser assistidas pela internet, no Brasil e nos EUA, na plataforma www.inff.online: os longas serão exibidos a partir de 26 de março, em horários marcados, e ficam disponíveis por quatro horas a partir da estreia. Os curtas poderão ser assistidos a qualquer momento até o final da mostra, no dia 18 de abril.

A curadoria da mostra foi feita pelas diretoras do evento e fundadoras da plataforma www.inff.online, Adriana L. Dutra, Claudia Dutra e Viviane Spinelli, e inclui produções de realizadoras brasileiras como Lucia Murat, Sandra Kogut, Daniela Thomas, Sandra Werneck, Susanna Lira, Angela Zoé, Gabriela Amaral Almeida, Natara Ney, Betse de Paula, Graciela Guarani e Julia Rezende, entre muitas outras.

O INFF – Inffinito Film Festival, que começou no ano passado com a Mostra Domingos Oliveira, faz parte do Circuito Inffinito de Festivais, que há mais de 25 anos é pioneiro na realização de mostras internacionais de cinema brasileiro, em cidades como Miami, Nova York, Buenos Aires, Montevidéu, Londres, Barcelona e Canudos, no sertão da Bahia.

TODAS AS CANÇÒES DE AMOR

Na edição de 2020, com o nome de “Mostra Mulheres do Audiovisual”, o festival teve mais de 30 mil espectadores. A programação inclui lives com produtoras, diretoras, roteiristas e atrizes.

O festival foi financiado pela Lei Aldir Blanc (SECEC – Governo do Estado do Rio de Janeiro) e tem como patrocinadores Garcia Family Foundation, Titanio Films e Embaixadoras Inffinito: Laura Fernandes, Liliana Kawase e Renata Garcia.

Para assistir a qualquer filme, é necessário se cadastrar e fazer login na plataforma www.inff.online.

COMO É CRUEL VIVER ASSIM

TRÊS VERÕES

É UM FILME BRASILEIRO DO GÊNERO COMÉDIA DRAMÁTICA DE 2020, DIRIGIDO POR SANDRA KO­GUT, QUE TAMBÉM É RESPONSÁVEL PELO ROTEIRO JUNTO COM IANA COSSOY PARO. [1] EM UMA HISTÓRIA QUE ABORDA A DIFERENÇA DE CLASSES E ESQUEMAS DE CORRUPÇÕES DA POLÍTICA BRASILEI­RA, O FILME TRAZ COMO PROTAGONISTA REGINA CASÉ, COMO MADALENA, A EMPREGADA DE UM CASAL RICO. O FILME SERÁ EXIBIDO NO DIA 16 DE ABRIL, ÀS 8PM.

TODAS AS CANÇÕES DE AMOR

CHICO (BRUNO GAGLIASSO) E ANA (MARINA RUY BARBOSA) SE MUDAM PARA UM NOVO APARTA­MENTO EM SÃO PAULO. ENQUANDO ARRUMAM AS COISAS, ELA ACHA UM FITA K7 E DECIDE ESCUTAR. TRATA-SE DE UMA MIXTAPE QUE CLARISSE (LUIZA MARIANI) FEZ 20 ANOS ANTES PARA SEU MARIDO, DANIEL (JULIO ANDRADE). OS DOIS CASAIS, APESAR DE DISTANCIADOS PELO TEMPO, TÊM MUITO EM COMUM. O FILME SERÁ EXIBIDO DIA 8 DE ANRIL,ÀS 8PM.

COMO É CRUEL VIVER ASSIM

É UMA COMÉDIA DRAMÁTICA DE 2018. DIRIGIDO POR JÚLIA REZENDE, O FILME É BASEADO NA PEÇA TEATRAL HOMÔNIMA DE FERNANDO CEYLÃO, QUE TAMBÉM É AUTOR DO ROTEIRO DA VERSÃO CINEMATOGRÁFICA.A PRODUÇÃO É PROTAGONI­ZADA POR MARCELO VALLE, DÉBORA LAMM, SILVIO GUINDANE E FABIULA NASCIMENTO, COMO UM QUARTETO FRACASSADO QUE SE JUNTAM PARA ARMAR UM PLANO: SEQUESTRAR UM MILIONÁRIO. O FILME SERÁ EXIBIDO DIA 3 DE ABRIL, ÀS 8PM.

Share

Related posts