Gastos de brasileiros no exterior despencam quase 70% em 2020

Devido à pandemia do novo corona­vírus, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior despencaram 69,3% em 2020. De janeiro a dezembro do ano passado, as despesas acumularam US$ 5,394 bilhões, contra US$ 17,593 bilhões registrados em 2019. Os dados foram divulgados pelo BC (Banco Central).

O resultado de 2020 é o menor para um ano fechado desde 2005, quando as despesas em viagens de brasileiros para fora somaram US$ 4,719 bilhões. Portanto, nível mais baixo dos últimos 15 anos nas despesas de brasileiros no exterior. No ano passado, a queda se deu, especialmente, por conta da forte influ­ência da pandemia, com fechamento de aeroportos e fronteiras, mas também pela perda do poder de compra do brasileiro no exterior, consequência da valorização do dólar frente ao real.

A moeda americana encerrou 2020 com ganho acumulado de mais de 29%, cotada a R$ 5,19, deixando a brasileira com o segundo pior desempenho global no ano. No último mês do ano passado, os gastos chegaram a US$ 370 milhões, contra US$ 1,497 bilhão em dezembro de 2019, o que representa uma queda de 75,2%.

Já as receitas de estrangeiros em viagem ao Brasil totalizaram US$ 295 mi­lhões no mês passado e US$ 3,044 bilhões no acumulado de 2020, contra US$ 535 milhões e US$ 5,995 bilhões, respectiva­mente, nos mesmos períodos de 2019.

Com isso, a conta de viagens no país, formada pelas despesas e as receitas, fechou dezembro negativa em US$ 74 mi­lhões e com déficit de US$ 2,350 bilhões nos 12 meses do ano passado.

Isso significa que, mesmo num cenário de pandemia, o brasileiro seguiu gastando mais no exterior do que o estrangeiro no Brasil.

Share

Related posts