Lytron
My Partner

A nova decoração do Salão Oval do presidente Joe Biden

 
O presidente Joe Biden, como é habitual nas novas Administrações, mudou a imagem de um dos lugares que melhor simbolizam o poder nos Estados Unidos, o Salão Oval.
 
Biden quis transmitir uma mensagem, e escolheu peças de arte com o objetivo de homenagear a luta pelos direitos civis, a unidade e a ciência.
 
Em uma estante atrás dele, o presidente colocou uma série de fotos de sua família, acompanhados de um busto de bronze do histórico líder sindical de origem mexicana César Chávez.
 
Ao fundo, já não está o retrato de Andrew Jackson, sétimo presidente do país, um populista que desterrou a ação cherokee e a quem Donald Trump admirava. Agora há um quadro de um dos fundadores do país, o cientista Benjamin Franklin, perto de uma pedra lunar, indicando a importância que este Governo quer dar à ciência.
 
Biden colocou bustos do reverendo Martin Luther King e de Robert F. Kennedy sobre a chaminé. Também há bustos da lendária ativista dos direitos dos negros Rosa Parks, do presidente que lançou o Plano Marshall, Harry S. Truman, e de Eleanor Roosevelt, que foi primeira-dama e defensora dos direitos da mulher. Um busto que Trump havia colocado de volta na mesa e do qual Biden decidiu abrir mão é o de Winston Churchill.
 
Continua no lugar a escrivaninha Resolute com que a rainha Vitória presenteou em 1879 o presidente Rutherford Hayes. Recebeu o nome do navio britânico de onde saiu sua madeira e é um dos objetos que mais resistiu às mudanças. A última vez que saiu foi depois da morte do John F. Kennedy. Jimmy Carter recuperou a escrivaninha em 1977 e desde então ela tem sido usada por todos os presidentes.
 
Share

Related posts