Lytron
sensus
Census
My Partner
Sebrae

Trump detalha como fará com que o México pague por muro na fronteira

O pré-candidato republicano Donald Trump, que defende que o México pague pela construção de um muro na fronteira com os Estados Unidos com o objetivo de conter a imigração ilegal, propôs nesta terça-feira (5) o bloqueio da transferência de dinheiro de imigrantes ilegais para o país vizinho até que ele concorde em pagar pelo muro.

Em um memorando, a campanha de Trump disse que, se for eleito no dia 8 de novembro, ele irá usar uma lei antiterrorismo para impedir as remessas de pessoas que moram nos EUA ilegalmente, a menos que o México faça um pagamento único de entre US$ 5 bilhões e US$ 10 bilhões por um muro que ele propôs erguer na fronteira norte-americana.

Trump divulgou seu plano na manhã desta terça-feira, quando as urnas estavam sendo abertas no estado de Wisconsin, que realiza tanto primárias republicanas como democratas.

Após uma semana de manchetes dedicadas às suas gafes e sua desvantagem nas pesquisas de opinião no Wisconsin, Trump se voltou à imigração ilegal como um dos pontos centrais de sua plataforma e que se mostrou popular entre seus apoiadores. O bilionário de Nova York atraiu críticas contundentes por sua retórica grosseira contra muçulmanos, mulheres e imigração, e chegou a se referir a alguns imigrantes ilegais como criminosos.

O plano que ele detalhou menciona US$ 24 bilhões por ano em remessas enviadas para o México por cidadãos nos EUA, a maioria dos quais a campanha afirma estar no país ilegalmente. O plano propõe modificar uma cláusula financeira de uma lei antiterrorismo para exigir que os imigrantes provem que estão nos EUA legalmente antes de poderem enviar dinheiro para fora da nação.

Também nesta terça-feira, o ex-apresentador de reality show disse ser “totalmente, 100%” a favor da ideia do muro. Conversando com os repórteres enquanto trocava apertos de mão com clientes do restaurante George Webb em Wauwatosa, no Wisconsin, Trump disse que o custo de US$ 10 bilhões do muro seria uma fração dos US$ 58 bilhões de déficit comercial anual entre EUA e o vizinho do sul. O México afirmou repetidamente que não irá pagar pela obra.

 

Fonte: G1

Share

Related posts