My Partner
Lytron

Ronaldinho Gaúcho no New York Red Bulls

 

Ronaldinho Gaúcho fica perto de acerto com o New York Red Bulls

Depois de se despedir do Atlético-MG, o meia Ronaldinho Gaúcho está próximo de anunciar seu próximo clube. Como era especulado, o destino do craque deve ser o New York Red Bulls, time que disputa a Liga de futebol dos EUA e Canáda (MLS). O jogador deve assinar até a próxima semana com o novo clube, que ofereceu um salário milionário ao brasileiro.

Apesar de Assis, irmão e empresário do jogador, negar a informação, a chegada de Ronaldinho ao futebol americano parece apenas questão de tempo. Na coletiva de despedida do Galo, na última quarta-feira, o atleta deu pistas que já havia escolhido o clube pelo qual deve atuar no segundo semestre.

No clube americano, o jogador vai reencontrar o amigo e ex-companheiro de Barcelona, o atacante Thierry Henry. O francês é atualmente a maior estrela da equipe americana, que está na quinta posição da Conferência Leste. Além disso, o jogador é seduzido pela possibilidade de morar em Nova York, um das maiores metrópoles do mundo.

No clube americano, R10 deverá receber um alto salário. Como a Liga americana de Futebol (MLS) só permite que cada equipe tenha três jogadores com salários acima de R$ 6,75 milhões por temporada, o craque chegaria para ocupar a última vaga. Atualmente, o NY Red Bulls possui apenas dois atletas nesta situação, o australiano Tim Cahill e Henry.

Nos últimos anos, o time americano ficou conhecido pela contratação de grandes nomes do futebol mundial. Em 2010, Henry e o zagueiro mexicano Rafael Marques chamaram a atenção da mídia ao trocar o poderoso Barcelona pela até então desconhecida equipe norte americana. Na oportunidade, ambos enalteceram o projeto ambicioso da equipe, que pretendia se estabelecer como uma das mais fortes do país.

No Brasil, o time se viu nos holofotes quando contratou o meia Juninho Pernambucano, em dezembro de 2012. A passagem do ex-jogador de Vasco e Lyon-FRA na terra do  “soccer” durou apenas seis meses, com 13 jogos disputados e nenhum gol. Na oportunidade, o atleta alegou pouco rendimento e má relação com o treinador da equipe, o americano Mike Petke.

A última contratação de impacto do clube norte americano foi o atacante australiano Tim Cahill, que chegou em Julho de 2012. Naquela ocasião, o jogador foi comprado junto ao Everton-ING por aproximadamente um milhão de euros.

 

Share

Related posts