Lytron
My Partner
Census
sensus
Sebrae

Austrália ficará sem indústria automóvel depois de 2017

O encerramento da última unidade de fabrico de automóveis da Toyota na Austrália é justificado pela alta valorização do dólar australiano.

Depois de 2017 o maior país da Oceânia deixará de ter no seu território qualquer unidade de construção automóvel. O fim da produção de veículos da Toyota, na Austrália, vai acarretar a perda de 2.500 postos de trabalho.

A esta decisão junta-se a da Ford que vai terminar a produção em Outubro de 2016 e a da Holden que também vai encerrar a produção em 2017, o que irá determinar o fim de uma indústria que actualmente emprega cerca de 30 mil pessoas, de acordo com o jornal britânico “The Guardian”.

A decisão justificada pela elevada valorização do dólar australiano e pela “ferocidade” de um mercado automóvel altamente competitivo é, no entanto, descrita como sendo extremamente “penosa”. O presidente da Toyota, Akio Toyoda, esclareceu ter acreditado que “devíamos continuar a produzir automóveis na Austrália e fizemos todos os esforços nesse sentido, porém, vários factores negativos como um mercado extremamente competitivo e um dólar muito forte, juntamente às previsões que indicam uma redução na escala de produção de veículos, obrigaram-nos a tomar esta penosa decisão”.

Entretanto o Governo australiano já terá garantido que serão criados empregos, ainda não especificados, para ajudar à recuperação da perda de empregos que se fará sentir proximamente.

Share

Related posts