Sebrae
sensus
Census
My Partner
Lytron

Indicada ao Nobel da Paz, adolescente paquistanesa vence Snowden em prêmio de direitos humanos

 

 

Malala, de apenas 16 anos, foi atacada pelos talebans por defender a educação feminina no Paquistão

Malala Yousafzai, a menina paquistanesa baleada por extremistas muçulmanos por defender o direito universal à educação, ganhou nesta quinta-feira (10) o prêmio Sakharov 2013 de Liberdade de Expressão, informaram à reportagem fontes do Parlamento Europeu.

Os líderes dos grupos políticos da Eurocâmara votaram unanimamente em Malala. O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, disse que estava satisfeito e que Malala é uma "menina que demonstrou ter mais coragem do que muitos adultos".

— Malala tem coragem de levantar a voz pelos direitos das meninas e além disso encoraja as pessoas a seguirem seu exemplo apesar de viver em mundo dominado pelos homens.

A adolescente de 16 anos sobreviveu em outubro de 2012 a um atentado praticado por talebans, que a atacaram por defender a educação feminina em seu país. Atualmente, ela vive na cidade inglesa de Birmingham.

Malala disputava o prêmio com o ex-prestador de serviços da CIA Edward Snowden, nome proposto pela esquerda progressista e os Verdes da Eurocâmara.

Malala, nascida em 1997 em Mingora, é a mais jovem vencedora da história do tradicional prêmio europeu. O prêmio Sakharov 2013 será entregue em novembro, em Estrasburgo (França), em uma sessão do Parlamento Europeu.

Share

Related posts