Census
sensus
Sebrae
Lytron
My Partner

Planejamento Financeiro

PATRICIA DINIZ | trish.diniz@gmail.com

Saiba como planejar o seu futuro e garantir uma vida melhor e livre de preocupações

Oplanejamento, além da idéia de programar, organizar, envolve também uma intenção: a busca de inovação, rompimento com o antigo.

No planejamento financeiro está a intenção de um futuro desejado. Significa estabelecer e seguir uma estratégia precisa (onde estou e onde quero chegar), dirigida para a acumulação de bens e valores que irão formar o patrimônio de uma pessoa e de sua família. Ele tem como meta tornar realidade objetivos e sonhos, identificando-os adequadamente e estabelecendo horizontes para sua concretização.

Por que é importante
Um alto salário não é garantia de conforto financeiro assim como um salário baixo não implica que você não conseguirá formar uma poupança adequada às suas necessidades. As pessoas tem que saber viver com o que tem.
O planejamento financeiro irá ajudar a evitar erros, como a falta de recursos numa situação de emergência ou evitar que se contratem dívidas além do necessário. Além disso, planejar suas finanças irá ajudar você  a tomar decisões de investimento consistentes com o perfil de tolerância a riscos e com relação aos objetivos e metas.

O ciclo da vida tem várias fases, cada uma com seus desafios e peculiaridades. Através do Planejamento Financeiro é possível identificar as oportunidades e dificuldades de cada uma para, antecipadamente, planejar, com propriedade e tranquilidade, estratégias para enfrentar cada situação. Qualquer pessoa que busca a melhoria de sua saúde financeira precisa e deve planejar financeiramente sua vida.

As etapas de um Planejamento Financeiro

O planejamento financeiro abrange análise de todas as suas necessidades e de sua família, principalmente:

– Avaliação da Situação Financeira
Este é um passo muito importante. Para saber onde quer chegar e quando, você precisa saber onde está e qual sua velocidade potencial. Como andam as finanças de sua família, ou seja, como estão receitas, gastos, dívidas e investimentos? Como elas se comparam com famílias de perfil de renda similar?

– Quais os seus Objetivos? Quanto eles valem?
Definir e avaliar seus objetivos e sonhos, ou seja, indicar quanto você precisa para realizá-los e determinar se são factíveis e o prazo para alcançá-los são duas peças essenciais desse seu quebra-cabeça financeiro. É importante projetar a evolução de seu orçamento doméstico e seu patrimônio com vistas a estabelecer metas periódicas.

– Conheça o seu Perfil
Estruturar uma carteira de investimentos que não lhe cause estresse é contribuir para sua saúde financeira.Conhecer seu perfil de tolerância ao risco e as alternativas de investimento e financiamento irá contribuir para aprimorar seu conhecimento do mercado financeiro

– Planos de Investimento
Construir seu patrimônio ao longo dos anos de forma a ter poupança suficiente para arcar com suas necessidades futuras, ou seja, ter recursos para alcançar seus objetivos e sonhos.
Detalhar um plano de investimento é crítico para saber como, quando, e se você e sua família serão capazes de realizar seus sonhos.
Está aí incluído também a análise de modalidades de investimento. Você deverá escolher uma estratégia de investimento adequada à sua condição financeira atual e futura, ao seu perfil, seus objetivos e ao prazo desejado para chegar lá.

– Avaliação de Risco e Estratégias de Proteção
Identificar riscos potenciais que possam gerar consequências financeiras desastrosas e o possível impacto destes eventos no orçamento familiar ajudam você a se prevenir e se preparar.
Identificar estratégias para proteger você e sua família contra riscos como doença, invalidez, acidentes, morte e outras situações extremas, analisando seu custo X benefício.

– Planejamento de Aposentadoria
Sabemos do aumento da expectativa de vida a cada geração.
O período de vida na aposentadoria está cada vez mais longo e envolve mudança de estratégia de investimentos e gastos.
Seja qual for a sua idade, nível de renda e objetivos, você e sua família devem começar a planejar a aposentadoria desde cedo. Como qualquer processo de planejamento financeiro, o planejamento da aposentadoria envolve determinar suas necessidades e de sua família durante os anos de aposentadoria, planejar investimentos específicos, e monitorá-los constantemente.

– Planeje seus Impostos
Planejamento tributário não é sonegação. Há estratégias de investimento que podem gerar ganhos, como o prazo ou tipo de investimento, a postecipação de impostos em prividência privada.

– Situações específicas
Outras análise poderão ser objeto de contratação, por exemplo o planejamento de herança, compra e venda de ativos e muito comun nos Estados Unidos o State Planning.

O que faz parte deste processo
Na hora de planejar é  imprescindível a sua participação ativa nesse processo, junto com um consultor, enfatizando que o maior responsável pelos resultados será você. E o início do novo ano é o momento exato para estabelecer novas metas, revisar seu portifólio e programar o ano.

Pontos Básicos:
– Fixar objetivos factíveis. Não adianta querer U$ 1 milhão daqui a 3 anos aplicando U$ 100 por mês. Esse é um objetivo no mínimo improvável de ser alcançado. O importante é quantificar seus objetivos tendo em vista as condições do mercado, e que deverão ser revisados no futuro.

– Compreender o efeito de cada decisão financeira. Cada decisão financeira que você toma traz consequências para o seu bolso. Se você economiza mais para comprar uma casa própria isto gera impacto sobre o poder de consumo de sua família. Esta correlação entre as diversas decisões financeiras implica que você sempre tem que avaliar as consequências geradas sobre outros itens de seu planejamento financeiro.

– Reavaliar sua situação financeira periodicamente. Planejamento financeiro é algo dinâmico. Além dos seus objetivos e os de sua família poderem mudar ao longo dos anos devido às mudanças de estilo de vida e outras questões, a situação da economia também é mutável, assim como os preços dos sonhos também mudam. É preciso revisar seu plano financeiro constantemente e fazer os ajustes necessários. Isto ajudará você a manter seu plano na direção desejada para atingir suas metas e realizar seus sonhos.

Implementação e Acompanhamento
Tão ou mais importante que as avaliações, análise, discussões e a formulação de objetivos, é a sua IMPLEMENTAÇÃO ou o FAZER ACONTECER. Esta etapa é da responsabilidade do CLIENTE.
A implementação das recomendações, estratégias bem como contratação de produtos e serviços é de sua exclusiva responsabilidade, assim como a escolha de contrapartes nos negócios.
Quanto ao ACOMPANHAMENTO do planejado versus realizado, o consultor poderá atuar, visando monitorar, corrigir ou fazer ajustes necessários considerando as características das pessoas participantes, bem como mudanças no cenário.

Revisões e Atualizações
Revisões e atualizações futuras, decorrentes de mudanças no estágio de vida, no mercado, nos objetivos, serão objeto de novo planejamento. Por isso, a cada ano, você precisa fazer uma análise de seus investimentos e averiguar se eles precisam de um ajuste financeiro.

>> PATRICIA DINIZ  é Consultora Financeira da New York Life

 

Share

Related posts