Flamengo fará protesto contra juízes

O Flamengo elegeu a arbitragem como vilã por sua eliminação na Copa do Brasil.

O clube carioca fará nos próximos dias uma reclamação formal contra a atuação dos juízes Marcos André Gomes da Penha e Sandro Meira Ricci nas duas partidas contra o Ceará, que provocaram sua queda no torneio.

O time reclama de mão na bola no lance que originou o segundo gol cearense no jogo de ida, vencido por 2 a 1 pelos nordestinos, e da expulsão do zagueiro Ronaldo Angelim ainda no primeiro tempo do empate por 2 a 2 da partida de volta, anteontem.

“Quem marcou a falta foi o bandeirinha. Se o juiz não viu a falta, qual a capacidade que ele tem de julgar se deveria aplicar o cartão? E ele nem tinha aquele fonezinho para se comunicar com o auxiliar”, contestou o diretor de futebol Luiz Augusto Veloso.

Revoltado, o técnico Vanderlei Luxemburgo disse que está sendo perseguido pelo presidente da Conaf (Comissão Nacional de Arbitragem de Futebol), Sérgio Corrêa.

Anteontem, no intervalo do jogo, os flamenguistas foram tirar satisfações com Sandro Meira Ricci. Houve confusão com policiais. Ronaldinho foi empurrado por um escudo, e Luxemburgo reclamou de agressão.

“Nossa missão é proteger o árbitro, e nosso trabalho é preventivo. Não tenho como saber se o atleta vai conversar ou agredir o juiz. Só quisemos protegê-lo”, justificou o responsável pelo policiamento, major George Benício.

Share

Related posts