sensus
Census
My Partner
Lytron
Sebrae

Tempestade de neve faz prefeito de Nova York declarar emergência

A região Nordeste dos Estados Unidos foi atingida pela segunda grande tempestade de neve deste inverno, levando o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, a declarar estado de emergência climática, na noite de terça-feira. Mais de 1.400 voos foram cancelados na cidade nesta manhã (675 no aeroporto de LaGuardia, 300 no John F. Kennedy e 440 no Newark). Também há problemas nos aeroportos de Boston, onde voos estão atrasados, e Filadélfia, onde 20 decolagens e cem pousos foram cancelados. As duas cidades também tiveram escolas fechadas.

A American Airlines cancelou o voo AA951, JFK – Guarulhos, que sairia de Nova York às 21h30m, horário local. Os passageiros já foram avisados e remanejados para hotéis na cidade. Até o momento, o voo AA255, saindo de Nova York com destino ao Rio de Janeiro, às 22h30m (horário local), está confirmado. Assim como os voos saindo de Guarulhos, às 23h20m, e Galeão, às 23h30m, para Nova York. Mas todos podem ser cancelados nas próximas horas se não houver previsão para a reabertura dos aeroportos.

Muito criticado por sua resposta à nevasca que paralisou Nova York há duas semanas, Bloomberg admitiu seus erros e pediu que os moradores evitem sair de carro. A nova tempestade deve deixar Nova York coberta por uma camada de 30 centímetros de neve nesta quarta-feira.

– Nós não fizemos o trabalho que os nova-iorquinos esperavam de nós, com razão, na última tempestade e nós queremos garantir que isso não aconteça de novo – disse o prefeito e empresário milionário durante uma entrevista coletiva.

O estado de emergência permite que autoridades tomem medidas como a remoção de carros que impeçam o trabalho de remoção da neve, além de garantir recursos para os serviços de emergência. A tempestade fez empresas orientarem funcionários a trabalharem de casa. O frio também provocou aumento no preço do petróleo, impulsionado pela expectativa de que a energia aumente.

Share

Related posts